Vídeo: amigo de suspeito de matar Marielle tinha 117 fuzis em casa – Porto Alegre 24 Horas
Connect with us

Polícia

Vídeo: amigo de suspeito de matar Marielle tinha 117 fuzis em casa

Caixas espalhadas por cômodos da residência também continham munição lacrada. Armas estavam desmontadas

Publicado há

em

Reprodução / Youtube
Compartilhe 📣
  • 406
    Shares

Uma grande quantidade de armas desmontadas, além de munição, foi encontrada em um dos endereços onde agentes da Divisão de Homicídios da Polícia Civil realizaram mandados de busca e apreensão por suspeita de serem ligados ao policial militar reformado Ronnie Lessa, nesta terça-feira (12/3). A ação foi realizada em uma casa no Méier, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Um vídeo registrou a busca dos policiais. Lessa e o ex-PM Élcio Vieira de Queiroz foram presos, acusados do homicídio de Marielle Franco e Anderson Gomes. As informações são de O Globo.

No vídeo divulgado pelos agentes, o homem identificado como Alexandre Motta afirma ser proprietário do imóvel. Aos prantos, diz que não sabia do conteúdo das caixas. No fim do dia, após contagem, a polícia revelou que elas continham 117 fuzis desmontados.

Segundo Motta, Ronnie Lessa deixou as caixas no local em dezembro. Nas imagens, policiais abrem muitas delas, espalhadas por diversos cômodos do imóvel. A polícia investiga se Lessa é traficante de armas e escondia lá o material.

Assista no vídeo o momento em que as armas foram encontradas:

“Estou com medo. Não tenho nada a ver com isso, eu não fiz nada. O cara me usou. Eu tenho um irmão para cuidar. […] Maior esculacho ele [Ronnie Lessa] ter feito isso comigo”, afirma o homem nas imagens.

Em outro momento, os agentes encontraram caixas fechadas com sacolas plásticas lacradas e armas desmontadas guardadas. “Dá para fazer muito fuzil aqui”, diz um dos agentes que participam da ação.

Ao ser questionado por um dos policiais, Alexandre Motta disse não ter conhecimento dos objetos encontrados em seu imóvel e que as caixas nunca foram abertas por ele.

“Só não abre as caixas”
“Ele morava aqui do lado, foi criado desde pequeno com a gente. Maior covardia, ele ainda falou para mim ‘só não abre as caixas’, e eu concordei”, afirmou Motta, que também foi detido na operação desta terça.

A Polícia Civil não informou se o homem responde por algum crime. Também não foi informado se há alguma investigação em andamento sobre tráfico de armas.

Fonte: Metrópoles


Compartilhe 📣
  • 406
    Shares
Patrocínio
Patrocínio
Patrocínio

Patrocínio