Uma pesquisa revelou hábitos culturais dos moradores de Porto Alegre
Connect with us
Consultoria do Sono

Cultura

Uma pesquisa revelou hábitos culturais dos moradores de Porto Alegre

Publicado a

em





Uma pesquisa, divulgada nesta terça-feira, indica que Porto Alegre tem acesso cultural acima da média entre as 12 maiores metrópoles brasileiras. De acordo com os dados do estudo “Cultura nas Capitais”, a capital gaúcha tem os melhores índices de ida ao cinema (70%) e a saraus (21%) entre as cidades que integraram o estudo.

Depois da ida ao cinema, a atividade cultural mais praticada pelos porto-alegrenses é a leitura (69%). Shows (52%) e feiras de artesanato (48%) também são algumas das opções mais acessadas na cidade, que se destaca nas festas regionais: a Semana Farroupilha atrai 25% dos moradores e, entre as festas populares, só perde para as festas juninas, que possuem índice de frequência de 55%.




Entre os espaços culturais mais conhecidos e frequentados, a Usina do Gasômetro é a líder do estudo (88% já estiveram no local). Conforme os números, a Casa de Cultura Mario Quintana e o Auditório Araújo Vianna também se destacam: a primeira recebeu 71% da população da cidade, sendo que 94% já ouviu falar do espaço, localizado na Rua dos Andradas; o segundo, na Redenção, foi visitado por 66% dos moradores, enquanto 91% sabe de sua existência.

A pesquisa ainda destaca que 39% dos moradores de Porto Alegre foram a pelo menos seis atividades culturais no período de um ano antes do levantamento. Além disso, o percentual de quem foi a 10 atividades culturais supera a média das demais cidades que fizeram parte do estudo – Belém, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Luís e São Paulo.



“Cultura nas Capitais” foi desenvolvida pela JLeiva Cultura&Esporte, responsável pela análise de dados, e pelo Datafolha, a cargo do levantamento de campo e processamento das informações. Foram entrevistados 621 moradores de Porto Alegre, entre os dias 14 de junho e 27 de julho de 2017. As perguntas abordavam as práticas culturais de cada pessoa nos 12 meses anteriores.

Em todo o país, 10.630 pessoas, com idade a partir de 12 anos, foram ouvidas. A proposta principal da pesquisa é entender como algumas variáveis demográficas, sociais, econômicas e comportamentais influenciam na vida cultural da população, determinando aproximação ou afastamento de teatros, do cinema, de shows e outras atividades culturais. (Correio do Povo)



Patrocínio
Patrocínio

Patrocínio

Patrocínio

Patrocínio