Uber testa recurso de segurança para passageiros poderem gravar áudios da viagem – Porto Alegre 24 Horas
Connect with us

Tecnologia

Uber testa recurso de segurança para passageiros poderem gravar áudios da viagem

Publicado há

em

Foto: Divulgação

Créditos da foto da notícia: Imagem: reprodução internet.

O aplicativo de transporte Uber está testando um novo recurso que permite que passageiros gravem áudios por meio de seus smartphones e os enviem ao Uber caso se sintam inseguros durante a viagem. A descoberta foi feita nesta segunda-feira (30) pela desenvolvedora e pesquisadora Jane Manchun Wong, que postou imagens do novo teste em seu Twitter. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

A empresa vem sofrendo críticas pela falta de segurança em suas viagens, e muitas das denúncias estão relacionadas a assédios sexuais. Uma das medidas do Uber contra o problema foi lançar neste ano nos Estados Unidos um botão de pânico para passageiros em situação de emergência. A opção de gravação de áudio parece ser mais um esforço do aplicativo para proteger os passageiros após as várias reclamações.

Leia:
iPhones podem parar de funcionar no domingo; veja como evitar

A pesquisadora Jane Manchun Wong tem um histórico de descobertas precisas. Ela disse no Twitter que não testou o novo recurso de gravação porque estava em uma viagem real de Uber quando descobriu a função. Ainda não há informações se a ferramenta realmente será lançada pelo aplicativo de transporte.

Sistema de pagamentos

A Uber vai anunciar um novo ecossistema de pagamentos no Brasil, que permitirá que usuários usem dinheiro para comprar créditos e pagar por serviços, por meio do celular, e criará um marketplace voltado aos desbancarizados.

Segundo informações da revista Forbes, o novo sistema, chamado Uber Pay, foi lançado na última quinta-feira (26) em uma apresentação restrita a alguns convidados. Isso ocorreu antes do anúncio oficial, que segundo uma fonte, está previsto para o megaevento Money 20/20, que vai discutir o futuro do dinheiro em Las Vegas (EUA) em outubro.

Leia:
Estes são os próximos quatro recursos que serão liberados pelo aplicativo WhatsApp

O Uber Pay vem para resolver desafios de mercados como o Brasil, onde há uma intensidade no uso de dinheiro resultante do grande número de pessoas que não tem uma conta bancária, aproximadamente, 45 milhões, segundo o Instituto Locomotiva.

Pagamentos em dinheiro também criam problemas de ordem prática para motoristas do aplicativo, que precisam dar troco para passageiros, bem como questões de segurança.

Usuários poderão transferir dinheiro para o Uber Pay de outras contas, por meio de pagamentos por boleto ou depósitos feitos em rede credenciada.

Outro objetivo da Uber com a nova carteira digital é desenvolver uma série de oportunidades de negócio por meio de parceiros de marketplace, que poderão usar a API do novo serviço.

Possibilidades consideradas pela empresa incluem permitir que usuários transformem milhas aéreas em viagens com a Uber. O típico desbancarizado não costuma acumular viagens de avião, mas o exemplo ilustra as ambições da plataforma para alcançar um público que usa seus serviços de mobilidade, mas não está incluso no sistema financeiro.

Leia:
Uber apresenta inovações para a segurança de motoristas e clientes

A Ebanx, fintech de pagamentos cross-border, será responsável pelo processamento de pagamentos da Uber na nova plataforma em toda a América Latina, por meio de cash vouchers e boletos e é a única empresa brasileira envolvida no grupo de parceiros iniciais.

Outros parceiros do projeto Uber Pay são a norte-americana GreenDot, que desenvolve tecnologia de cartões de débito pré-pagos; a holandesa Adyen, provedora de soluções de pagamento para e-commerce; e a Rapyd, empresa inglesa que tem uma plataforma de fintech-como-serviço que inclui funcionalidades como verificação de identidade.

O Sul

loading...
Patrocínio