Simpósio em Porto Alegre busca conscientizar sobre a sepse – Porto Alegre 24 Horas
Connect with us

Notícias

Simpósio em Porto Alegre busca conscientizar sobre a sepse

Publicado a

em

O nome pode não ser tão conhecido, mas os perigos trazidos pela sepse são reais e trazem risco à vida de muitas pessoas. Sozinha, ela representa cerca de 30% das internações realizadas em UTIs (Unidades de Tratamento Intensivo). Aumentar a conscientização e qualificar os profissionais da saúde é um dos principais objetivos do III Simpósio Gaúcho de Sepse, que acontece nesta sexta-feira (14), no HCPA (Hospital de Clínicas de Porto Alegre). Já o Dia Mundial de Combate à Sepse foi lembrado na quinta-feira (13) pela equipe do hospital.

Anteriormente conhecida como infecção generalizada, a sepse é, na realidade, uma inflamação que se espalha pelo corpo, resultante de uma infecção iniciada em qualquer órgão. No Hospital de Clínicas de Porto Alegre foi criado o Programa Intrahospitalar de Combate à Sepse, que trabalha articulado com diversos setores em busca de melhores resultados. Os reflexos já podem ser percebidos através da diminuição do tempo para início da infusão de antibiótico e da diminuição de mortalidade, de 55% para 40%, entre 2013 e 2017.



O diagnóstico correto é um dos primeiros desafios. A sepse engloba um conjunto de sintomas, como febre, falta de ar, pressão baixa, dificuldade em urinar, tontura ou alteração do estado mental com confusão, agitação ou sonolência e frequentemente é confundida com outras enfermidades.

O Brasil uma das mais altas taxas de mortalidade por sepse do mundo. Estima-se que sejam diagnosticados 400 mil casos por ano, levando 240 mil pessoas à morte. Entre os temas discutidos estão atualizações, sistemas informatizados e gatilhos para manejo, impacto na qualidade de vida, limitações físicas e sequelas neurocognitivas. As vagas são limitadas e as inscrições estão disponíveis no local do evento.

40 anos do Serviço de Reumatologia do HCPA

O Hospital de Clínicas de Porto Alegre celebra, em outubro, os 40 anos do Serviço de Reumatologia. Para valorizar esta história de ensino, pesquisa e assistência, será realizado um Simpósio com programação diferenciada para a comunidade e profissionais da saúde.




Abertas à população, gratuitamente e sem necessidade de inscrição, o Simpósio promove, no dia 4 de outubro, palestras com temas como: “De onde vêm as doenças reumáticas?”; “Como preveni-las e tratá-las?”; “Quais são as doenças mais comuns?”. Para participar, basta comparecer ao Auditório José Baldi entre às 9h e 10h.

Na noite do dia 4 de outubro acontecem homenagens a personalidades que contribuíram com o Serviço ao longo dos anos, como o seu fundador, João Carlos Tavares Brenol. Já no dia 5, a programação científica conta com discussões sobre as fronteiras da Reumatologia, impactos sociais, novos paradigmas, desafios e perspectivas. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (51)3359.8090. Profissionais de saúde e estudantes podem se inscrever em http://bit.ly/40ReumatoHCPA.



Patrocínio

Publicidade

Patrocínio
Patrocínio