Setor sem cadeiras do Beira-Rio nos últimos ajustes para inauguração – Porto Alegre 24 Horas
Connect with us

Esportes

Setor sem cadeiras do Beira-Rio nos últimos ajustes para inauguração

Publicado a

em

Compartilhe
  • 604
    Shares

A temporada de 2019 do Internacional já começou e promete uma iniciativa de retorno do clube às origens. Reformulado para a Copa do Mundo de 2014, o Estádio Beira-Rio passa por alterações para contar com um setor popular, sem cadeiras.

O espaço, que era uma das principais demandas da torcida desde a inauguração, um ano antes do Mundial, tem como inspiração a antiga “Coreia”, imortalizada no Gigante em diversas músicas entoadas pelos colorados.

O Vice-Presidente de Patrimônio do Internacional, Léo Centeno Júnior, relata que a recepção da metade vermelha do Rio Grande do Sul à novidade tem sido extremamente positiva. “Na verdade a característica deste setor é um setor que retiras as cadeiras e a torcida tem à disposição aquele espaço livre, com barreiras para que não haja tumulto e as pessoas não tenham problema, e fica uma área livre com capacidade de até cinco mil pessoas”, afirma.




O setor sem cadeiras do Estádio Beira-Rio seguirá os padrões impostos pelo Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Sul, já aplicados na Arena do Grêmio. Ainda de acordo com Léo Centeno Júnior, as barras de contenção já estão sendo instaladas no espaço. “Já está aprovado, nós temos agora que seguir as normas de segurança, de saída e entrada que são específicas para este setor, banheiros, alimentação. Uma nova vistoria pelo Corpo de Bombeiros, pelas questão das barreiras e aí estaremos prontos para utilizar”, destaca.

A ausência de cadeiras deve reduzir o valor dos ingressos praticados na área. Entretanto, o Internacional ainda não divulga uma estimativa dos novos valores, que entrarão em vigor já no Campeonato Gaúcho.

A capacidade do Beira-Rio, agora, ultrapassa a marca dos 50 mil torcedores. Assentos móveis serão instalados nas arquibancadas para os eventos que exijam a adequação do estádio aos padrões impostos pela FIFA. (Aristóteles Júnior | Band)

Créditos da foto da notícia: Foto: Ricardo Duarte.


Compartilhe
  • 604
    Shares
Patrocínio