Salmonela: saiba quais os riscos à saúde e como evitar a contaminação – Porto Alegre 24 Horas
Connect with us

Notícias

Salmonela: saiba quais os riscos à saúde e como evitar a contaminação

Publicado há

em

Compartilhe 📣





De acordo com Alberto Chebabo, infectologista do Serviço de Doenças Infecciosas e Parasitárias do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, salmonela é uma bactéria que vive, de uma forma geral, na água que tem presença de material orgânico, contaminada por esgoto. O médico explica que, caso ingerida, a bactéria pode causar desconfortos abdominais, diarreia, náuseas e calafrios. Chebabo ressalta que existe a possibilidade de um indivíduo estar contaminado com salmonela, mas não manifestar os sintomas. Entretanto, esses casos são menos frequentes.

“A salmonela não provoca alterações na coloração, no odor nem na textura do produto. A pessoa só consegue saber que está com a bactéria no corpo após a realização de exames de fezes”,  disse o médico, que também ressaltou que o principal sintoma da contaminação é a diarreia.



Quais os riscos à saúde?

Além de problemas estomacais, a bactéria pode desencadear infecções graves. O médico explica que a Salmonella typhimurium e a Salmonella enteritidis são os tipos mais patogênicos, ou seja, causam mais riscos à saúde. Entretanto, não são as únicas nocivas aos humanos. Pacientes com HIV ou anemia, por exemplo, são mais atingidos pelos efeitos da bactéria.

Como neutralizar a bactéria?

A coordenadora de alimentos ressalta que, para que os efeitos da bactéria salmonela sejam neutralizados, o alimento precisa ser preparado em temperaturas superiores a 74ºC, e que esse calor chegue até ao centro do alimento, não somente na parte mais externa. Além disso, ressalta Aline, é fundamental evitar produtos feitos com ovos crus, como gemada e maionese caseira, além de ovos com gema mole. É possível que a bactéria atinja, também os ovos das aves contaminadas.



O consumo de carne de aves é seguro?

Aline explica que sim, desde que cozidas em temperatura correta, manuseadas em ambientes e com utensílios limpos, e que não tenham entrado em contato com outros alimentos crus após a cocção.

Riscos dos frios e embutidos

A coordenadora da Vigilância Sanitária municipal do Rio lembra que a maioria dos frios e embutidos são cozidos. Por isso, não apresentam risco a mais à saúde. Entretanto, ressalta Aline, caso algum produto seja estocado em ambientes sujos, ou fora da temperatura adequada, podem ser perigosos. Aline pontua que a higiene do local e da pessoa que manuseia são peças fundamentais nesse cenário.

De acordo com Alberto Chebabo, infectologista do Serviço de Doenças Infecciosas e Parasitárias do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, salmonela é uma bactéria que vive, de uma forma geral, na água que tem presença de material orgânico, contaminada por esgoto. O médico explica que, caso ingerida, a bactéria pode causar desconfortos abdominais, diarreia, náuseas e calafrios. Chebabo ressalta que existe a possibilidade de um indivíduo estar contaminado com salmonela, mas não manifestar os sintomas. Entretanto, esses casos são menos frequentes.




“A salmonela não provoca alterações na coloração, no odor nem na textura do produto. A pessoa só consegue saber que está com a bactéria no corpo após a realização de exames de fezes”,  disse o médico, que também ressaltou que o principal sintoma da contaminação é a diarreia.

Quais os riscos à saúde?

Além de problemas estomacais, a bactéria pode desencadear infecções graves. O médico explica que a Salmonella typhimurium e a Salmonella enteritidis são os tipos mais patogênicos, ou seja, causam mais riscos à saúde. Entretanto, não são as únicas nocivas aos humanos. Pacientes com HIV ou anemia, por exemplo, são mais atingidos pelos efeitos da bactéria.



Como neutralizar a bactéria?

A coordenadora de alimentos ressalta que, para que os efeitos da bactéria salmonela sejam neutralizados, o alimento precisa ser preparado em temperaturas superiores a 74ºC, e que esse calor chegue até ao centro do alimento, não somente na parte mais externa. Além disso, ressalta Aline, é fundamental evitar produtos feitos com ovos crus, como gemada e maionese caseira, além de ovos com gema mole. É possível que a bactéria atinja, também os ovos das aves contaminadas.

O consumo de carne de aves é seguro?

Aline explica que sim, desde que cozidas em temperatura correta, manuseadas em ambientes e com utensílios limpos, e que não tenham entrado em contato com outros alimentos crus após a cocção.



Riscos dos frios e embutidos

A coordenadora da Vigilância Sanitária municipal do Rio lembra que a maioria dos frios e embutidos são cozidos. Por isso, não apresentam risco a mais à saúde. Entretanto, ressalta Aline, caso algum produto seja estocado em ambientes sujos, ou fora da temperatura adequada, podem ser perigosos. Aline pontua que a higiene do local e da pessoa que manuseia são peças fundamentais nesse cenário.




Compartilhe 📣
loading...
Patrocínio
Patrocínio
Patrocínio

Patrocínio