Saiba detalhes do filme de Suzane Von Richthofen, interpretada por Carla Diaz
Connect with us

Cinema

Saiba detalhes do filme de Suzane Von Richthofen, interpretada por Carla Diaz

Publicado há

em

Foto: Reprodução

O crime que chocou a todos em 2002 será contado nas telinhas do cinema. Naquele ano, a jovem Suzane Von Richthofen planejou e executou os pais junto com o namorado e o cunhado. O engenheiro Manfred e sua mulher, a psiquiatra Marísia Von Richthofen, foram assassinados a pauladas enquanto dormiam, dentro da mansão deles, no bairro do Brooklin, em São Paulo.

O desafio de interpretar a menina que matou os pais foi dado a atriz Carla Diaz. “É uma história que marcou muito. E o Brasil, claro, ficou chocado com o que aconteceu. Mas esse não é o primeiro crime de grande repercussão que é contado pela dramaturgia. Se alguém não concorda que o episódio vire filme, é uma opinião, e temos que respeitar” disse Carla, referindo-se às manifestações negativas sobre a adaptação desse crime real para os cinemas.

Notícia Relacionada:
Prazo para acessibilidade em 35% das salas cinema do Brasil termina nesta segunda

Boatos de que a atriz iria se encontrar com Suzane se espalharam na internet. Carla nega: “isso não vai acontecer. Eu estou me preparando muito, e a ansiedade é grande com essa nova jornada que começa. Mas essa história de que vou ter que encontrar com ela, que está lá cumprindo pena, não tem nada a ver. Meu trabalho está só no começo”.
Além de Carla, o longa traz os atores Leonardo Bitencourt como Daniel Cravinhos (namorado de Suzane na época e um dos assassinos) e Allan Souza como Cristian (cunhado que também participou do crime). A direção é de Mauricio Eça. O roteiro foi supervisionado pelo escritor de literatura policial Raphael Montes e pela criminóloga Ilana Casoy, autora dos livros “O quinto mandamento’’ (Arx, 2006), que reconstitui o assassinato, e “Casos de família’’ (Darkside, 2016), sobre a morte dos Richthofen e de Isabella Nardoni.
O filme ainda não tem data de estreia. (O Sul)

loading...
Patrocínio