RS tem 172 mortes por coronavírus e casos confirmados passam de 5 mil

Notícias

RS tem 172 mortes por coronavírus e casos confirmados passam de 5 mil

O número estimado de pacientes curados no RS é de 4.184 (70,7% dos casos).
Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini

O Rio Grande do Sul registrou, nesta sexta-feira (22), 461 novos casos de coronavírus, segundo a Secretaria Estadual da Saúde. O total de casos confirmados chegou a 5.918 em 253 municípios gaúchos. Em 24 horas, foram confirmados mais 6 óbitos no Estado, totalizando 172 mortes pela Covid-19. O número estimado de pacientes curados no RS é de 4.184 (70,7% dos casos).

Os óbitos confirmados pelo novo coronavírus são de residentes dos seguintes municípios: Marau (mulher, 74 anos); Não-Me-Toque (homem, 56 anos); Nova Araçá (homem, 46 anos); Passo Fundo (homem, 67 anos); Passo Fundo (mulher, 95 anos); e Pinto Bandeira (mulher, 84 anos).

Leitos de UTI

A Secretaria Estadual da Saúde informa que continua aberto o processo de credenciamento de hospitais privados que possuem leitos de UTI Adulto disponíveis para internação, pelo Sistema Único de Saúde (SUS), de pacientes com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), suspeitos ou confirmados da Covid-19. Os hospitais que se credenciarem receberão o valor R$ 1,6 mil por diária utilizada.

O credenciamento é regulado pelo edital de chamamento público aos estabelecimentos hospitalares, anunciado pelo governador Eduardo Leite e pela secretária da Saúde, Arita Bergmann, quando foi publicada a edição extra do Diário Oficial do dia 8 de maio de 2020. O governador ressaltou que a iniciativa tem por objetivo ampliar a capacidade de atendimento pelo SUS, colocando leitos da rede privada à disposição da rede pública. As instituições credenciadas vão prestar serviços conforme a demanda e por solicitação da Central Estadual de Regulação Hospitalar.

A secretária afirmou que com esta medida, a SES se antecipa às necessidades que porventura aconteçam no Rio Grande do Sul com relação a leitos de UTI. “Este edital possibilita à rede privada o atendimento a pacientes da Covid-19 de forma complementar, conforme prevê a legislação”, explica.

O edital estará vigente pelo período que durar a situação de calamidade pública decorrente da pandemia de coronavírus. O hospital que tiver interesse em disponibilizar seu leitos será credenciado e assinará um contrato com a Secretaria da Saúde.

(O Sul)

Patrocínio
Patrocínio

Desenvolvido por: