Prefeitura de Porto Alegre distribui 244 toneladas de alimentos para alunos da rede pública

Notícias

Prefeitura de Porto Alegre distribui 244 toneladas de alimentos para alunos da rede pública

Repasse garante que estudantes mais carentes tenham em casa as refeições que fariam nas escolas
Foto: Anselmo Cunha/PMPA

Durante o período de isolamento social, em virtude da pandemia de coronavírus, a prefeitura já distribuiu mais de 244 toneladas de alimentos às famílias de alunos da rede municipal de ensino. Foram beneficiados estudantes de escolas municipais de Ensino Fundamental e Educação Infantil (rede pública estatal), assim como as crianças matriculadas nas escolas comunitárias (rede pública não estatal).

“O repasse dos gêneros tem o objetivo de assegurar que os alunos das famílias mais carentes mantenham em casa as refeições que seriam feitas nas instituições de ensino se houvesse atividades presenciais”, afirma o secretário municipal de Educação, Adriano Naves de Brito. As aulas estão suspensas desde o final de março.

A logística de distribuição dos kits é organizada pela própria escola, junto com seu conselho escolar, resguardando as medidas de segurança contra a propagação do coronavírus, como uso de máscara, higienização e distanciamento. Os pais ou responsáveis precisam assinar a comprovação do recebimento dos alimentos.

Os gêneros alimentícios distribuídos já constavam dos estoques das escolas e também são provenientes de aquisições da Secretaria Municipal de Educação (Smed) nos últimos dois meses – nesta semana, ocorre o cronograma da segunda entrega de alimentos nas escolas municipais de Educação Infantil. Incluem hortifrutigranjeiros, como ovos, legumes e frutas, e não perecíveis, como arroz, farinha e feijão, além de carnes, como frango ou peixe em conserva. Os recursos, em sua totalidade, são oriundos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), do governo federal.

A medida tem amparo na Lei Federal 13.987, de 7 de abril, que garante a distribuição dos alimentos da merenda escolar às famílias de estudantes que tiveram as aulas na rede pública de educação básica suspensas devido à pandemia. Antes, as escolas da rede municipal permaneceram com oferta de almoço, com 2.693 refeições servidas entre os dias 18 e 26 de março. Em média, o percentual de estudantes do Ensino Fundamental que utilizam os refeitórios é de 40%, enquanto na Educação Infantil 70% dos alunos frequentam os refeitórios.

Distribuição de alimentos:

– 88 toneladas de hortifrutigranjeiros para Educação Infantil da rede municipal

– 81,7 toneladas de não perecíveis para Educação Infantil da rede municipal

– 64,7 toneladas de perecíveis e não perecíveis para Educação Infantil da rede comunitária

– 10,3 toneladas para alunos do Ensino Fundamental da rede municipal

Total: 244,7 toneladas

Patrocínio
Patrocínio

Desenvolvido por: