Prefeitura cede imóvel para instalação de delegacia de polícia – Porto Alegre 24 Horas
Connect with us

Notícias

Prefeitura cede imóvel para instalação de delegacia de polícia

Marchezan ressaltou o desafio de atuar em integração na área da segurança pública

Publicado há

em

Foto: Ricardo Giusti/PMPA

A Prefeitura de Porto Alegre cedeu um imóvel para instalação da primeira Delegacia Policial de Pronto Atendimento (DPPA) especializada em vulneráveis no Estado. O termo de cessão foi assinado na manhã desta segunda-feira, 2, pelo prefeito Nelson Marchezan Júnior e a chefe de Polícia, Nadine Anflor, no Salão Nobre do Paço Municipal. Além de disponibilizar o prédio, o município será parceiro no atendimento a vítimas e agressores, por meio da formalização de um convênio para prestação de serviços de assistência e amparo social.

Marchezan ressaltou a importância e o desafio de atuar de forma integrada na área da segurança pública, trabalho que tem se intensificado desde a reformulação do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM) em abril deste ano. “Estamos à disposição para ajudar no que for necessário para atender às vítimas da violência. Precisamos abraçar mais a pessoa vulnerável neste momento de dificuldades”, diz o prefeito.

O imóvel disponibilizado pela prefeitura tem 617,10 metros de área e está localizado na rua Professor Freitas e Castro, no bairro Santana. A cessão do prédio será gratuita pelo período de 20 anos, podendo ser renovada por mais 20 anos. De acordo com o projeto do Estado, o local será sede da delegacia que atenderá mulheres, idosos, crianças e adolescentes e pessoas vítimas de preconceito e discriminação, quando o delito ocorrer em razão da vulnerabilidade das vítimas.

Segundo a delegada Nadine, há dez anos a Polícia Civil esperava contar com o imóvel. “Agradeço a parceria com a Polícia Civil. Esse momento me enche de orgulho, pois este prédio era um sonho e agora poderemos oferecer um atendimento 24 horas, com delegados, agentes, policiais capacitados e os serviços da prefeitura presentes”, comemora. O projeto foi criado em janeiro deste ano e contará com salas específicas para escuta; atendimento psicológico; assistência social e mediação. A previsão de inauguração é para o segundo semestre de 2020. A reforma será realizada com recursos do Judiciário. (PMPA)

loading...
Patrocínio

Desenvolvido por: