Polícia investiga dois casos de estupro registrados em menos de 48 horas em Novo Hamburgo – Porto Alegre 24 Horas
Connect with us

Polícia

Polícia investiga dois casos de estupro registrados em menos de 48 horas em Novo Hamburgo

Os dois casos estão sendo investigados pela Delegacia Especializada ao Atendimento à Mulher

Publicado há

em

Foto: Reprodução | Google Street View

A Polícia Civil está investigando dois casos de estupro registrados em menos de 48 horas em Novo Hamburgo, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Os crimes ocorreram entre a tarde da quinta-feira (3) e a manhã de sábado (5). No ocorrido mais recentemente, a vítima é uma mulher de 24 anos, que está grávida de cinco meses. Segundo o depoimento da vítima, o crime ocorreu no bairro Primavera, próximo à passarela Osvaldo Kaiser, que cruza a BR-116. Ela relatou que foi abordada por um homem que portava uma tesoura.

O outro caso ocorreu no bairro Canudos, no final da tarde de quinta-feira. A vítima, uma jovem de 18 anos, relatou que voltava do trabalho ao ser abordada por um homem, que aparentava ter 40 anos, que estava com uma arma. A jovem disse ainda que foi ameaçada. Segundo ela, o homem tentou chamar uma comparsa, mas ele não atendeu o telefone. Ela acrescentou que foi levada até um matagal na cidade vizinha Campo Bom, onde o estupro aconteceu.

Leia:
Bailarino de Anitta, famoso pelo clipe 'Vai malandra' é assassinado no RJ

Os dois casos estão sendo investigados pela Delegacia Especializada ao Atendimento à Mulher (Deam).

O delegado Clóvis Nei da Silva, responsável pelos casos salientou que os crimes são graves, ainda mais por terem acontecido de dia e as mulheres terem sido abordadas na rua. “Foram tomadas as providências iniciais nos dois casos, registros das ocorrências (foram feitas) na DPPA (Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento). Em ambos os casos, as vítimas foram ouvidas, e forneceram descrições desses indivíduos. Hoje [segunda], vamos aprofundar essas investigações”, acrescenta o delegado. “São crimes realmente muito graves, a gente vai dar toda atenção. Vamos fazer novas diligências com essas vítimas para chegar a autoria. Elas já foram encaminhadas a exames no IML (Instituto Médico Legal), para colher material genético, para possível comparação com os bancos genéticos do estado”.

Leia:
Polícia Civil apreende três fuzis e grande quantidade de drogas na Zona leste de Porto Alegre

O delegado informou também que busca por câmeras de segurança que possam ajudar na identificação dos suspeitos. (O Sul)

loading...
Patrocínio