Polícia indicia homem que fechou Aeroporto Salgado Filho por operar drone no Aeroporto Salgado Filho
Connect with us

Notícias

Polícia indicia homem que fechou Aeroporto Salgado Filho por operar drone no Aeroporto Salgado Filho

Ainda na data, cinco voos precisaram ser transferidos para outros aeroportos, num total de 13 que atrasaram.

Publicado há

em

Foto: João Fiorin/PMPA

A Polícia Federal concluiu, nesta terça-feira (10), a denúncia contra o homem que, no dia 19 de março do ano passado, operou um drone no espaço aéreo do Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre. De acordo com o inquérito, o indivíduo é acusado de atentado contra a segurança de transporte aéreo e por expor a vida ou a saúde de alguém a perigo direto e iminente. Caso condenado, a pena pode variar de pagamento de multa a cinco anos de reclusão.

Na época do ocorrido, a empresa responsável pela administração do aeroporto, a alemã Fraport, comentou que foram avistados dois objetos sobrevoando a pista de pouso e decolagem. Ainda na data, cinco voos precisaram ser transferidos para outros aeroportos, num total de 13 que atrasaram. (O Sul)

Notícia Relacionada:
Deputado quer testar a cada três meses se professores usam drogas
Patrocínio