Oito pessoas morrem em acidentes de trânsito no Rio Grande do Sul nesta sexta-feira – Porto Alegre 24 Horas
Connect with us

Trânsito

Oito pessoas morrem em acidentes de trânsito no Rio Grande do Sul nesta sexta-feira

O caso mais grave matou seis pessoas da mesma família em Soledade

Publicado há

em

Foto: Divulgação

A sexta-feira iniciou de forma violenta no trânsito gaúcho. Em Soledade, no norte do estado, seis pessoas de uma mesma família morreram em um acidente no quilometro 236, da BR 386. A batida aconteceu entre um Peugeot 207, com placas de Porto Alegre, e um Volvo V40, emplacado em Bento Gonçalves, na serra gaúcha. O Peugeot – que levava todas as vítimas – trafegava no sentido capital-interior, quando invadiu a pista contrária e colidiu frontalmente com o outro veículo.

Cinco pessoas – dois homens e três mulheres – morreram na hora. A sexta vítima era uma criança – que chegou a ser encaminhada ao hospital, mas não resistiu. Eles estavam com excesso de pessoas no veículo e, segundo perícia preliminar, os passageiros do banco traseiro não utilizavam o cinto de segurança.

O inspetor chefe da comunicação social da Polícia Rodoviária Federal, Cássio Garcez, destaca que a principal suspeita da PRF é de que o motorista tenha dormido na direção:

“Pelo horário é bem possível que o veículo tenha invadido a faixa contraria por motivo de sono, é uma coisa bem caraterística desse horário e é uma das causas bem frequentes desse tipo de acidente.”

As vítimas foram identificadas como Everton da Silva Geraldi, de 36 anos, que conduzia o veículo; Jaqueline Amaral Geraldi, de 39 anos; o filho do casal, Lorenzo Geraldi, de seis anos; os pais do motorista, Ivanir Geraldi e Ana Lúcia da Silva, de 61 e 55 anos; e Juarez Geraldi, de 47 anos, que era tio de Everton.

o Vicente, de Passo Fundo. O inspetor chefe da comunicação social da PRF, Cássio Garcez, alerta que esse tipo de conduta tem aumentado o número de acidentes graves nas estradas gaúchas:

“Essas são coisas simples que todo motorista deveria atentar e é por isso que nós temos visto tantos acidentes graves. Uma coisa que ouvimos muito é de que as pessoas alegam que não usam o cinto, nunca usaram e nunca aconteceu nada, mas basta um inoportuno para que as pessoas não tenham uma segunda chance.”

A polícia civil irá abrir um inquérito policial para apurar as circunstâncias do acidente. Mais cedo, casal morreu após uma colisão entre a motocicleta em que estavam e um ônibus da empresa Sogil, na no quilometro seis da RS-030, em Gravataí, na região metropolitana de Porto Alegre.

De acordo com informações do Comando Rodoviário da Brigada Militar, o choque aconteceu frontalmente e a moto acabou pegando fogo. As vítimas morreram carbonizadas. Até o fechamento dessa matéria, a identidade delas não havia sido confirmada pela polícia. (Laís Dapper | Band)

Patrocínio

Desenvolvido por: