O uso de recursos renováveis do Planeta Terra já é maior do que o previsto para todo o ano de 2019 – Porto Alegre 24 Horas
Connect with us

Mundo

O uso de recursos renováveis do Planeta Terra já é maior do que o previsto para todo o ano de 2019

A aceleração no consumo de água e matrizes energéticas fará com que os seres humanos fiquem no “cheque especial” por mais de quatro meses.

Publicado há

em

Foto: Divulgação

Os seres humanos já gastaram todos os recursos naturais disponíveis para o ano de 2019. A marca foi ultrapassada na segunda-feira, dia 29 de julho, e é referente ao consumo de água, alimentos e matrizes energéticas renováveis pelo ecossistema terrestre.

Os dados, divulgados pela entidade internacional Global Footprint Network dão conta de que esse ano teve os piores resultados desde o início das medições, na década de 70. Há 20 anos, por exemplo, a “data limite” foi o dia 29 de setembro; em 2009, o calendário já havia sido adiantado para 18 de agosto.

A ONU projeta que, em onze anos, serão necessárias “duas Terras” para dar conta do consumo globalizado. O diretor de conservação e restauração de ecossistemas do Fundo Mundial para a Natureza no Brasil, Edegar de Oliveira, explica que a sobrecarga tem quatro variáveis: consumo, eficiência, população e capacidade de renovação:

Leia:
Alberto Fernández é eleito presidente da Argentina no primeiro turno

“Ele é calculado com base na pegada ecológica, quanto que o nosso padrão de consumo e a forma que nós produzimos nossos bens e alimentos, o quanto de impacto que estamos fazendo na natureza. Esses três elementos se complementam, dando a visão do que é a pegada ecológica e que ponto estamos na capacidade do planeta se regenerar.”

No Brasil, além da exploração desenfreada dos recursos naturais, a queda da biocapacidade vem fazendo com que o “dia da sobrecarga” chegue cada vez mais cedo. Caso o levantamento levasse em consideração apenas os dados colhidos em território nacional, os recursos de 2019 chegariam ao fim em 31 de julho:
[in_article]
“Estamos tendo um padrão de consumo no planeta equivalente 1,75 planetas, o que significa que estamos consumindo em um ano um planeta inteiro mais 0,75 da capacidade dele de se regenerar.”

Os principais reflexos, a curto prazo, do uso excessivo de recursos naturais são a escassez de água potável, erosão do solo, perda de biodiversidade e acúmulo de dióxido de carbono na atmosfera. As consequências são vistas no dia-a-dia: secas severas, inundações, incêndios e, até mesmo, furacões espalhados pelo mundo. (Aristóteles Júnior | Band)

Patrocínio