Nova operação da Lava Jato atinge PSDB – Porto Alegre 24 Horas
Connect with us

Notícias

Nova operação da Lava Jato atinge PSDB

Operador do partido foi preso

Publicado há

em

José Cruz/Agência Brasil

Essa terça feira (19) começou com a Polícia Federal nas ruas em nova ação da Lava Jato. Juntamente com o Ministério Publico, a 60ª fase da operação, batizada de Ad Infinitum, tem como foco o PSDB, o alvo é o ex-ministro das relações exteriores e ex-senador pelo PSDB, Aloysio Nunes Ferreira, hoje presidente da estatal Investe SP, na gestão do governador João Doria (PSDB), e o operador do partido, Paulo Preto, que foi preso.

Ex-diretor da Dersa, empresa paulista de infraestrutura rodoviária, Paulo Preto já havia sido preso pela Lava Jato em abril do ano passado, mas conseguiu a liberdade logo em seguida, um mês depois, por decisão do ministro do STF Gilmar Mendes.

Leia:
Defesa de Lula vai apresentar pedido de soltura imediata

A nova etapa da Lava Jato investiga o pagamento de propinas a agentes políticos pela Odebrecht. As informações que chegam no momento indicam que endereços ligados a Aloysio Nunes são alvos de mandados de busca e apreensão, mas não há pedido de prisão contra ele.

[in_article]

Paulo Preto é suspeito de movimentar, pelo menos, R$130 Milhões no período de 2007 a 2017, conforme apontam as investigações , através de pagamentos em espécie a diversos agentes públicos. Foram abertas contas no exterior, que eram usadas para emissão de um cartão de crédito, utilizado por Aloysio Nunes. Este cartão havia sido entregue ao ex-ministro no Hotel Majestic Barcelona, na Espanha, em 2007.

Leia:
Campanha do Brinquedo tem ato de encerramento nesta quarta-feira em Porto Alegre

No ano passado, Paulo Preto transferiu um volume de dinheiro que tinha na Suíça para as Bahamas, ao perceber que o país europeu estava cooperando com a Lava Jato. Essa movimentação foi determinante para o pedido de prisão do operador, pois ficou evidente que ele estava atrapalhando as investigações.

Por isso, sua prisão se faz necessária para que ele não atrapalhe as investigações e nem esconda recursos de propina que circulam por contas off shore.

 

loading...
Patrocínio