Município firma parceria por trânsito seguro em torno de escolas – Porto Alegre 24 Horas
Connect with us

Trânsito

Município firma parceria por trânsito seguro em torno de escolas

Acordo com instituição internacional foi firmado na Escola Mané Garrincha

Publicado há

em

Foto: Gustavo Roth/EPTC

A Prefeitura de Porto Alegre firmou, nesta sexta-feira,8, parceria entre o Município, a Fundação Thiago Gonzaga e o Internacional Road Assessment Programe (iRAP) para avaliar e qualificar a segurança viária no entorno de cinco escolas, entre elas a Escola Estadual de Ensino Fundamental Mané Garrincha, na avenida Erico Verissimo, onde foi realizado o ato. O projeto-piloto, que será desenvolvido em conjunto entre os parceiros, utiliza o aplicativo Star Rating For Schools. Pelo Município, participa a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC).

As atividades na Capital estão previstas para o início do ano letivo de 2020. Um grupo será treinado para usar o aplicativo e fazer a avaliação do espaço. Além da classificação do nível de segurança por número de estrelas, fornecida pelo app, estudantes, pais e educadores vão receber orientações sobre a segurança viária. Porto Alegre é a primeira cidade do país a desenvolver um projeto com a ferramenta, já testada em 30 países e com lançamento previsto para fevereiro, durante a 3ª Conferência Global Ministerial, na Suécia.

O diretor regional das Américas da iRAP, Julio Urzua, diz que esse tipo de projeto precisa de apoio político para ser realizado e que o objetivo da instituição é salvar vidas e reduzir acidentes de trânsito. “A segurança viária depende de três fatores: primeiro, o comportamento das pessoas é muito importante, e por isso estamos numa escola; segundo, o estado de conservação dos veículos; e terceiro, a infraestrutura, que não depende do cidadão, mas das autoridades”, afirma. O secretário municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana, Marcelo Gazen, acrescenta que o projeto vai trazer transformações para a cidade. “Tudo isso, no final, vai gerar um planejamento para que a gente possa fazer novos investimentos e melhorar cada vez mais o trânsito e a educação nas ruas.”

Levantamento – Conforme dados da Coordenação e Indicadores de Engenharia de Tráfego (CIET) da EPTC, de janeiro até outubro deste ano, dos acidentes envolvendo crianças e adolescentes até 17 anos, 40% foram atropelamentos. O secretário Extraordinário de Mobilidade Urbana, Rodrigo Tortoriello, agradeceu a oportunidade da participação de Porto Alegre no projeto e ressaltou a importância da iniciativa e da metodologia. Agradeceu também às professoras e à escola, que se engajaram para melhorar a segurança viária. “Os dados e estatísticas são importantes para que se possa ter ações pontuais para resolver o problema, e não fazer campanha com o foco errado, sem o conhecimento necessário”, afirma.

O presidente da Fundação Thiago de Moraes Gonzaga, Régis Gonzaga, comemora. “Hoje, vivemos um dia de glória, por estar dentro de um colégio, por saber que só a educação transforma de verdade. Sempre digo que um país avança e evolui pela educação”, enfatiza.

Clóvis Rodrigues, padrinho do projeto a convite da Fundação, é pai de Mariana, que faleceu após um atropelamento saindo da escola, no bairro Sarandi. Ele fez um desabafo aos estudantes e autoridades presentes. “A Mariana teve os sonhos interrompidos por um crime de trânsito. Espero que esse projeto se espalhe para muitas instituições de ensino.” (PMPA)

loading...
Patrocínio

Desenvolvido por: