Mulher tem rosto desfigurado após receber várias golpes de faca de colega de trabalho em Canoas

Polícia

Mulher tem rosto desfigurado após receber várias golpes de faca de colega de trabalho em Canoas

A captura do suspeito ocorreu na noite da quarta-feira (11), mas só foi divulgada hoje.
Polícia Civil

Foi preso pela Polícia Civil  na praia de Canasvieiras, em Santa Catarina, o suspeito de ter retalhado o rosto de uma mulher em Canoas, Região Metropolitana de Porto Alegre. O caso aconteceu em julho, desde então, o homem de 34 anos encontrava-se foragido. A captura do suspeito ocorreu na noite da quarta-feira (11), mas só foi divulgada hoje.

O crime ocorrido no dia 12 de julho deste ano, começou com o homem e a vítima confraternizando em um bar no bairro Olaria. O homem então ofereceu-se para levar a mulher, de 41 anos, para casa. No entanto, enquanto eles se direcionavam para a casa da vítima, os dois tiveram uma discussão por assuntos de trabalho. Neste momento, o suspeito pegou uma faca que carregava consigo, parou o carro e após descer do veículo começou a desferir golpes de faca no rosto da colega.

Após o ataque de raiva, ele deixou a mulher no meio da rua, com várias ferimentos. Ela foi resgatada por uma ambulância do Samu.

De acordo com o delegado Thiago Carrijo, que investiga o caso, ela teve o rosto retalhado profundamente e deve passar ainda por diversas intervenções cirúrgicas para restabelecer os movimentos da face e retomar a normalidade da fala.

Já o suspeito, que é sergipano, fugiu para Canasvieiras. Ele não possuía antecedentes criminais nos dois estados, mas a polícia ainda investiga o histórico do agressor, já que ele teria morado em várias cidades. Conforme o delegado Carrijo, ele foi encaminhado para o sistema prisional e responderá por tentativa de homicídio. A prisão é temporária.

Patrocínio
Patrocínio

Desenvolvido por: