Morte de peixes no Parque Moinhos ainda não foi esclarecida

Notícias

Morte de peixes no Parque Moinhos ainda não foi esclarecida





Uma mortandade de peixes da espécie Tilápia ocorreu no lago artificial do Parque Moinhos de Vento, em Porto Alegre. As causas das mortes até o momento não foram esclarecidas. A Secretaria Municipal do Meio Ambiente e da Sustentabilidade (Smams) prefere apostar no frio. A Equipe de Fauna Silvestre relata que as tilápias são um tipo de peixe de origem africana, que não resiste a baixas temperaturas como as que estão acontecendo na cidade nos últimos dias.

“Em épocas mais frias, esses peixes, que não são nativos, morrem. Tilápias são oriundas de clima quente, sensíveis ao frio”, explicou a chefe da Equipe de Fauna da Smams, Soraya Ribeiro. Os peixes foram colocados no lago artificial por frequentadores do parque. Aquele espaço, de águas rasas, não oferece as características necessárias para o desenvolvimento adequado destas espécies. As tilápias mortas foram retiradas do laguinho pelos funcionários da secretaria.




Os frequentadores do Parque Moinhos de Vento reclamaram da cor da água. A Smams informou que são feitas manutenções periódicas na estrutura e que para os próximos dias o serviço deverá ser realizado no local. A Tilápia é o nome comum dado a diversas espécies de peixes ciclídeos de água doce pertencentes à subfamília Pseudocrenilabrinae e em particular ao gênero Tilapia. São nativos da África, mas foram introduzidas em muitos lugares nas águas abertas da América do Sul e sul da América do Norte e são agora comuns na Flórida, Texas e partes do sudoeste dos Estados Unidos, Sul e Sudeste do Brasil.

No Sudeste, a espécie é um dos principais peixes da pesca artesanal, principalmente no Rio Grande do Sul e Minas Gerais. Em Angola, a Tilápia também recebe o nome cacusso. Tilápias são fáceis de manter em aquário, já que lhes é suficiente o espaço neles. Elas se reproduzem facilmente e crescem rapidamente, mas são perigosos para qualquer outro peixe pequeno. (Correio do Povo)



loading...
Patrocínio
Patrocínio

Desenvolvido por: