Morre venezuelana atacada com ácido em frente de casa na Serra Gaúcha

Polícia

Morre venezuelana atacada com ácido em frente de casa na Serra Gaúcha

Ela estava em estado gravíssimo no hospital
Foto: Arquivo pessoal

da GBC | A venezuelana Ariana Victoria Godoy Figuera, 24 anos, morreu no início da manhã desta sexta-feira (13) em Caxias do Sul após ser atacada com líquido ácido. O crime aconteceu no bairro Desvio Rizzo. Ela estava internada no Hospital Pompéia em estado gravíssimo, e não resistiu aos ferimentos. Ariana deixa um filho de quatro anos e uma filha de um ano.

O caso é investigado pela Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam). Ela foi atacada com ácido na noite desta quinta-feira (12), em Caxias do Sul. A polícia foi acionada por volta de 22h no Hospital Pompéia. No local, os PMs constataram que a vítima apresentava queimaduras profundas no rosto e em parte do tórax, provocadas por substância ácida.

Conforme relato da mãe, a vítima chegava em casa, quando encontrou uma pessoa no portão da residência. Ao se aproximar, ela a jogou um líquido no rosto. O Samu foi acionado, mas, em razão da demora, a mãe chamou um motorista particular, e conduziu a filha para a UPA Zona Norte. Por causa da gravidade dos ferimentos, ela precisou ser transferida ao hospital. O suspeito não foi mais localizado.

Patrocínio
Patrocínio

Desenvolvido por: