Mãe diz que brasileiro foi internado à força em um hospital psiquiátrico na Rússia

Notícias

Mãe diz que brasileiro foi internado à força em um hospital psiquiátrico na Rússia





A família do cearense Leonardo Pestana Dantas, de 27 anos, está há uma semana sem conseguir entrar em contato com ele, desde quando as autoridades russas o levaram para um centro psiquiátrico no último dia 16, o internando à força. A mãe do jovem, Fátima Pestana Dantas, disse ter recebido um áudio do filho na última segunda-feira, data que ele voltaria ao Brasil. Leonardo chegou a São Petersburgo no início de abril, quando começou a estudar russo.

“Estou desesperada. Não como, não durmo. Estou sem chão. Não me deixam falar com ele. Quero tê-lo de volta. Ficaram dizendo que meu filho tinha surtado, mas ninguém sabe dizer um diagnóstico. Meu filho nunca tinha apresentado sintoma nenhum. Como é que ele pode apresentar risco?”, afirmou Fátima.




Parentes e amigos do cearense fazem uma campanha nas redes sociais para divulgar o caso, por meio da hashtag #soltemoleo. Na publicação, a família informa que Leonardo “tem sido mantido em um hospital / clínica psiquiátrico(a)”, segundo o consulado honorário brasileiro em São Petersburgo. O objetivo da mobilização é que ele possa retornar a Fortaleza o quanto antes. Segundo o post, o jovem disse que estava “mais ou menos” e que tinha ocorrido “mais um contratempo na Rússia”.

“A gente vai fazer de tudo (para trazê-lo de volta). Já pedimos ajuda ao Itamaraty. Já estamos em contato com a embaixada do Brasil em São Petersburgo”, disse a mãe do brasileiro, frisando que conseguiu o contato de uma médica da instituição onde seu filho está que sabe falar em inglês. “Quero muita ajuda. Isso é inexplicável.”




“Nós falamos com a médica, mas não deram um diagnóstico. Só dizem que estão tratando de uma possível esquizofrenia, mas só que eu acho que não tem nem lógica. Eles estão dando medicação de algo que ele nunca apresentou. Meu filho está no hospital tomando medicação sem necessidade. Ele sempre foi uma pessoa tranquila, cheia de amigo… fez a faculdade dele. Então está uma coisa bem estranha e deixando a gente louca”, disse a mãe do jovem.

De acordo com os parentes e amigos do cearense, a embaixada informou que ele “foi detido por ter problemas psicológicos”. Embora o hospital não tenha divulgado um diagnóstico, disse que Leonardo “está bem de saúde, tranquilo”.




O Itamaraty disse que o consulado em São Petersburgo e a embaixada do Brasil em Moscou acompanham a situação do cidadão brasileiro, já entraram em contato com a mãe dele, com familiares, e fizeram uma visita com intérprete para verificar como o jovem está. As autoridades vão continuar com o acompanhamento do caso, realizando a assistência consular cabível. No entanto, as informações de caráter privado não podem ser divulgadas. Portanto, o Itamaraty não disse o que ocorreu durante a visita da equipe do consulado ao hospital, mas frisou que se a mãe do Leonardo precisar de algo, deve entrar em contato com eles e, principalmente, com o consulado em São Petersburgo, que é o melhor caminho para ela se orientar e obter a assistência possível.

Leia abaixo, na íntegra, a nota do Itamaraty:

“O consulado temporário do Brasil em São Petesburgo e a embaixada do Brasil em Moscou acompanham a situação do cidadão brasileiro, mantêm contato com seus familiares e prestam toda assistência consular cabível. Representante do consulado realizou visita ao nacional brasileiro, auxiliou com serviço de intérprete russo e também no contato com sua família. Em atenção à Lei de Acesso à Informação e em respeito à privacidade do cidadão brasileiro, esta assessoria não está autorizada a fornecer informações pessoais sobre o caso”.



loading...
Patrocínio
Patrocínio

Desenvolvido por: