Justiça mantém motorista de Uber, acusado de estuprar adolescente, preso – Porto Alegre 24 Horas
Connect with us

Notícias

Justiça mantém motorista de Uber, acusado de estuprar adolescente, preso

Publicado há

em

Foi negado, pela 8ª Câmara Criminal do TJ, o recurso da defesa de um motorista de aplicativo condenado a 16 anos e nove meses de prisão em regime fechado, em Alvorada. Assim, a pena aplicada em primeira instância fica mantida. O condutor foi acusado pelo MP por cárcere privado, estupro de vulnerável e furto de celular. O acórdão, unânime, também mantém o réu preso. A informação é da Rádio Guaíba

De acordo com o MP, o acórdão reforçou que a materialidade e a autoria do crime foram suficientemente comprovadas, especialmente pelos depoimentos de testemunhas e da vítima, que tinha 17 anos à época do crime, em julho do ano passado.

Os desembargadores também entenderam não ser cabível a alegação da defesa de que o cárcere privado teve natureza culposa (sem intenção). O acórdão enfatizou, ainda, que o exame de corpo de delito comprovou o estupro.

Leia:
Após manifestação, rodoviários rebatem Marchezan e o chamam de ‘reconhecido ditador’

Relembre o caso

Na madrugada de 8 de julho de 2018, o motorista da Uber manteve a garota em cárcere privado e a estuprou, em vez de levar a menina para casa. Embriagada, ela havia sido colocada no carro por um grupo de amigos, na saída de uma festa.

Em vez de seguir até o destino final, em Cachoeirinha, o motorista levou a adolescente para a casa dele, em Alvorada, onde a manteve entre 2h e 6h. Além de estuprar a vítima, o acusado roubou o celular dela.

Rádio Guaíba

Patrocínio