Imagens flutuantes no campo de visão? A ciência explica
Connect with us
Consultoria do Sono

Variedades

Imagens flutuantes no campo de visão? A ciência explica

Publicado a

em





Se você alguma vez notou pequenas “minhocas” ou manchas transparentes em seu campo de visão — aquelas coisinhas que desaparecem misteriosamente quando você tenta focar na imagem, e então reaparecem assim que você desiste e começa a olhar para outra coisa — não se preocupe, você não está louco e tampouco há parasitas em seu globo ocular.

O fenômeno tem nome e é cientificamente conhecido como muscae volitantes ou “moscas voadoras”, em Latim. Trata-se de uma espécie de ilusão de ótica — irritantes, sim — que acontecem dentro de globo ocular em circunstâncias muito específicas.




Tais imagens flutuantes são pequenos “objetos”, como por exemplo porções minúsculas de tecido, glóbulos vermelhos ou proteínas, que entram no globo ocular e fazem sombras na retina — o tecido sensível à luz na parte de trás do olho.

Como são controlados pelo vítreo, uma espécie de fluído gelatinoso e transparante que preenche o interior do globo ocular, sendo constituído por 99% de água, estas pequenas partículas se moverão levadas por este líquido. Assim, para onde quer que o globo ocular se mova, elas acompanham.

Se você quiser tentar focar estas partículas, é preciso encontrar um plano de fundo uniforme para vê-los: uma tela de computador em branco ou um céu claro. Ainda assim, é difícil de focar nestas imagens.




Há quem diga que nunca reparou ou realmente tenha visto estes pequenos “flutuadores” no campo de visão, mas se chegou a ver pequenos flashes de luz ao olhar para o céu, certamente experimentou uma ilusão óptica semelhante.

No vídeo abaixo, a explicação do fenômeno:





Patrocínio
Patrocínio
Patrocínio

Publicidade