Homem que baleou ex-companheira no rosto desrespeitou medida protetiva
Connect with us

Notícias

Homem que baleou ex-companheira no rosto desrespeitou medida protetiva

Mulher passou por cirurgia e apresenta quadro de saúde estável.

Publicado há

em

Foto: Reprodução

A polícia segue realizando buscas ao homem de 40 anos que atirou no rosto da ex-companheira dentro de uma loja no centro de São Leopoldo, na região metropolitana de Porto Alegre. Segundo informações da Polícia Civil, a mulher, de 20 anos, estava trabalhando no estabelecimento comercial quando foi surpreendida pela chegada do indivíduo que desceu de um veículo, ingressou na loja, efetuou o disparo e ainda levou o celular da vítima. O casal manteve um relacionamento durante três anos. Há cerca de um mês tiveram um desentendimento e desde então estavam separados.

Segundo as investigações, a mulher já havia denunciado o ex-companheiro por agressão. Dois decretos de prisão já haviam sido proferidos contra o homem. Uma medida protetiva de afastamento também estava em vigor, mas foi desrespeitada pelo criminoso, como relata o delegado Rodrigo Zucco:

Notícia Relacionada:
Mais de 54 mil produtos piratas apreendidos serão destruídos em Porto Alegre

“Já havia sido decretada a medida protetiva, de afastamento, mas como é comum muitos dos agressores não respeitam a medida. Nós já representamos pela prisão preventiva novamente, para um terceiro mandato de prisão contra ele. A partir de agora ele passa a ser foragido da justiça.”

A mulher foi encaminhada ao Hospital Centenário de São Leopoldo. Ela passou por uma cirurgia e seu estado de saúde é estável:

“Retirou o projétil que estava alojado próximo ao crânio, o tiro foi no lado esquerdo do rosto. Não houve nenhuma sequela maior com relação a vitima até o momento.”

Assim que cometeu o disparo, o homem interceptou um veículo conduzido por uma mulher, e sob ameaça de arma de fogo, fez com que ela o levasse até uma vila a cerca de dois quilômetros do local do fato.

A motivação teria sido uma traição conjugal por parte da vítima. O delegado relata que o criminoso anunciou ao motorista que o levou até o local que cometeria o crime contra a ex-companheira:

Notícia Relacionada:
Ação apreende alimentos irregulares no Centro de Porto Alegre

“Ele relatou antes de praticar o crime ao motorista do aplicativo que pegou para ir até o local. Ele falou ao motorista que ocorreu uma traição conjugal, claro que é a versão do acusado, estamos aguardando a vítima ficar melhor para logo em seguida ouvir a versão dela sobre os fatos.”

Além das duas agressões cometidas anteriormente contra a jovem, o indivíduo possui uma passagem pela polícia por posse de entorpecentes. Nos arquivos policiais também consta um homicídio cometido em 2014, no qual o homem foi absolvido ao final do processo. (Gilberto Echauri | Band)

loading...
Patrocínio