Homem encontra bebê congelado no freezer da casa da mãe por mais de 40 anos – Porto Alegre 24 Horas
Connect with us

Mundo

Homem encontra bebê congelado no freezer da casa da mãe por mais de 40 anos

Adam Smith, de 37 anos, achou corpo de recém-nascido ao limpar eletrodoméstico na casa onde mãe viveu por mais de 20 anos

Publicado há

em

Foto: Reprodução

Adam Smith, de 37 anos, diz ter encontrado o corpo de um bebê guardado em uma caixa no freezer da casa da mãe dele. O americano fez a descoberta enquanto limpava a geladeira, após a mulher morrer em decorrência de um câncer. O caso aconteceu na cidade de Missouri (EUA) e foi divulgado nesta semana pela imprensa americana.

Segundo a emissora KSDK, o homem disse que a mãe tinha “hábitos misteriosos” e dizia que dentro da caixa estava o topo de seu bolo de casamento, não deixando ninguém abrir o recipiente – que teria ficado congelado por quatro décadas.

No entanto, após a morte da mulher, o rapaz, que achava que tinha dinheiro na caixa, descobriu o corpo da bebê enrolado em uma manta. “Ela ainda tinha pele, cabelo e tudo mais. Estava mumificada. Quando a vi, enlouqueci, coloquei de volta na caixa e liguei imediatamente para a polícia”, afirmou Adam em entrevista para o canal.

Leia:
Ataque de urso a homem em circo é registrado em vídeo

A polícia local está investigando o caso como morte suspeita e enviou o corpo para uma autópsia. O rapaz acredita que a descoberta pode ter relação com uma suposta irmã dele dada como desaparecida.

“Mesmo quando estava no leito de morte, ela nunca me disse o que tinha naquela caixa. Isso é o que me faz pensar que talvez ela tenha feito algo com aquele bebê e tenha mantido segredo para não ter nenhum problema”, completou o rapaz.
[in_article]
Adam ainda disse que lembra de a mãe ter mencionado algo sobre uma gravidez interrompida antes de seu nascimento, mas ela nunca deu mais detalhes sobre o assunto.

Apenas após a descoberta, parentes do rapaz disseram que a mulher teve filhos gêmeos e que uma das crianças morreu no parto, enquanto a outra foi dada para adoção. Caso a história seja verídica, o bebê provavelmente estava no refrigerador há pelo menos 40 anos.

loading...
Patrocínio