Homem ameaça Bolsonaro, vai preso e é coagido a se desculpar em vídeo; PM apura
Connect with us
“Consultoria

Política

Homem ameaça Bolsonaro, vai preso e é coagido a se desculpar em vídeo; PM apura

Publicado a

em

A Polícia Militar de Minas Gerais vai investigar um vídeo postado nas redes sociais por Carlos Bolsonaro, filho do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), em que um homem preso em Juiz de Fora aparece ameaçando matar o candidato. O rapaz foi detido por tráfico de drogas nesse domingo (23), pouco depois de divulgar vídeo mostrando uma arma para ameaçar o candidato a presidente. No vídeo, o homem é obrigado a pedir desculpas e dizer que votaria no candidato do PSL para presidente.

Carlos Bolsonaro escreveu: “Vagabundo 23:59 – Vagabundo 00:01 – Mais um ligeiro serviço de identificação das porcarias que mantém os cidadãos de bem reclusos, sendo assaltados diariamente e assassinados como baratas! Parabéns aos envolvidos! Essa rotina de terror imposta ao brasileiro vai mudar!”, escreveu o filho de Bolsonaro.




O vídeo mostra um homem mostrando uma arma e se dirigindo a Jair Bolsonaro. “Tá vendo isso aqui? Ô meu irmão, lá no calçadão os caras te deu (sic) facada. Aqui se você brotar aqui, tá vendo essa p… aqui na minha mão”, diz, insinuando que iria atirar no candidato.

Na sequência, um homem que seria o mesmo aparece pedindo desculpas à Polícia Militar e dizendo que vacilou. “Estou pedindo desculpa, não vai acontecer mais.” Um homem pergunta o que ele é e ele responde que é um “comédia” e “vacilão”.

O segundo homem, que não aparece no vídeo, é quem ‘orienta’ as falas do rapaz. “A polícia sobe a hora que quer aqui, é ou não é? E você vai votar no Bolsonaro, fala aí, Bolsonaro eu tô contigo”. O rapaz então diz “Bolsonaro, tô com cê (sic)”.




PM vai investigar o caso

Em nota, a Polícia Militar informou que sua atuação ao prender o suspeito “foi focada na apreensão das armas que estavam sendo exibidas no vídeo e direcionou a atuação para identificação e prisão do autor das imagens que veiculou nas redes sociais”.

Foram realizadas operações policiais no sábado e no domingo, no bairro São Benedito, em Juiz de Fora, e a PM apreendeu 45 papelotes de cocaína, 30 pedras de crack, 08 tabletes de maconha, 86 buchas de maconha, além de outros materiais e prendeu duas pessoas, sendo que uma delas era o autor do vídeo de ameaça.

“As diligências continuam no sentido de apreender as armas de fogo e prender seu proprietário. Importante destacar, que a PMMG / 4ª RPM, sempre adotará tal postura quando houver exibição de armas de fogo em redes sociais, de forma a garantir à manutenção da ordem pública e aumento da sensação de segurança”, diz a nota. Sobre o rapaz preso ter aparecido sendo obrigado a se desculpar, a PM informa que “recebeu o vídeo e também está averiguando em que situações ele foi gravado”.




Leia a íntegra da nota da PM:

A Polícia Militar de Minas Gerais, através da 4ª RPM, tem destinado seus esforços no combate à criminalidade violenta, com foco, principalmente, na prevenção aos homicídios e na apreensão de armas de fogo, fato este que proporcionou, na cidade de Juiz de Fora, uma redução nos homicídios consumados, de aproximadamente 40%, de 88 para 53 registros se comparado os períodos de janeiro até 22 de setembro dos anos de 2017 com 2018. Quanto às armas de fogo, foram 223 apreendidas neste ano no período de 01 de janeiro ao dia 22 de setembro. Da mesma forma, se direciona os trabalhos de repressão qualificada contra o tráfico de drogas, redundando
em aumento de 16% nas prisões, de 648 registros no ano de 2017 para 749, no período de janeiro
a 22 de setembro dos anos de 2017 e 2018. Desta forma, vimos esclarecer que a atuação da Polícia Militar de Minas Gerais foi focada na apreensão das armas que estavam sendo exibidas no vídeo e direcionou a atuação para identificação e prisão do autor das imagens que veiculou nas redes sociais. Diante disso, realizamos operação nos dias 22 e 23/09/2018, no bairro São Benedito, a qual ogrou êxito na apreensão de 45 papelotes de cocaína, 30 pedras de crack, 08 tabletes de aconha, 86 buchas de maconha, além de outros materiais, bem como duas pessoas presas, sendo uma destas o autor do vídeo. As diligências continuam no sentido de apreender as armas de fogo e prender seu proprietário.




Importante destacar, que a PMMG / 4ª RPM, sempre adotará tal postura quando houver exibição de armas de fogo em redes sociais, de forma a garantir à manutenção da ordem pública e umento da sensação de segurança. Que a Polícia Militar recebeu o vídeo e também está averiguando em que situações ele foi ravado. Polícia Militar de Minas Gerais. 
(EM.com.br)

Assista ao vídeo:





Patrocínio

Publicidade

Promoção / (51) 3377.5479

Patrocínio
Patrocínio