Governo do Estado inicia processo de leilões da frota de automóveis
Connect with us

Notícias

Governo do Estado inicia processo de leilões da frota de automóveis

A idade média dos carros leves, caminhonetes, caminhões, ambulâncias e viaturas policiais é de 11,4 anos

Publicado há

em

Foto: Divulgação / Seplag

Os três primeiros meses do ano foram marcados por uma redução de 1.789 veículos da frota da máquina pública estadual. Os números são comemorados pelo governo, pois o objetivo era alcançar um corte de mil automóveis.

A secretária de Planejamento, Orçamento e Gestão, Leany Lemos, afirma que a medida representa uma redução de gastos. “Tanto em redução de custo de manutenção, como também em redução de uso de combustível. Além, obviamente, do ganho que vamos ter agora com a venda desses veículos, muitos deles são inservíveis, ou seja, são veículos que serão aproveitados muito provavelmente para sucata. E Tem também aqueles veículos que poderão ser aproveitados para reutilização. Então a gente vai fazer leilões, estamos organizando os lotes”, destaca.

Notícia Relacionada:
Trabalhadores do Judiciário podem entrar em greve a partir desta terça-feira

A redução é de 9,5% da frota estadual, incluindo secretarias, fundações e empresas públicas. De acordo com Leany Lemos, o corte não afeta o funcionamento de áreas essenciais. “A maior parte desses veículos não estava em uso, estava praticamente parados. A gente identificou veículos que estavam, por exemplo, mais de seis meses sem abastecer. Então isso é prejuízo para o Estado, prejuízo para o contribuinte, que afinal é quem paga todos os custos do Estado”, relata.

A idade média dos carros leves, caminhonetes, caminhões, ambulâncias e viaturas policiais é de 11,4 anos.

Com as desativações, a máquina pública estadual passa a contar com 18.874 veículos, sendo que 82,5% da frota é própria e perto de 11% têm origem em contratos de locação. “Já tem estudos que demonstram que o aluguel é mais vantajoso para a administração, é mais barato, exige menos do Estado, por exemplo, em termos de manutenção do que aquisição de frota própria. E tem outras alternativas que hoje Estados e municípios, a própria União, Governo Federal estão utilizado, como aplicativos, que também devem reduzir mais o custo. Então tudo isso está sendo estudado num conjunto, para que a gente possa ter um plano de gestão de frota e uma realidade bastante diferente nos próximos anos”, afirma.

Notícia Relacionada:
Evento para arrecadar doação de brinquedos traz atrações culturais à Orla do Guaíba

Dentro de duas semanas, será lançado o edital para o primeiro leilão de veículos. Serão 275 automóveis com uma avaliação inicial de R$ 634 mil.

Outros procedimentos semelhantes devem ser iniciados ao longo dos próximos meses. (Jônatha Bittencourt  | Band)

Patrocínio