Governo Bolsonaro estuda subsidiar conta de luz de igrejas – Porto Alegre 24 Horas
Connect with us

Política

Governo Bolsonaro estuda subsidiar conta de luz de igrejas

Em junho, Bolsonaro participou da 27ª edição da Marcha para Jesus, em São Paulo, evento promovido por evangélicos

Publicado há

em

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro pediu ao Ministério de Minas e Energia a elaboração de uma nota técnica para conceder subsídio na conta de luz para templos religiosos de grande porte, informa o jornal Estado de São Paulo nesta sexta-feira (10). Segundo a reportagem, a despesa seria custeada por outros consumidores, tanto residenciais quanto livres, via encargo chamado Conta de Desenvolvimento Energético (CDE).

De acordo com o Estadão, a medida visa agradar a bancada evangélica no Congresso, que é uma das suas principais bases de sustentação. Essa aproximação ainda maior com os evangélicos tem, como exemplo, o fato de que templos têm ajudado na coleta de assinaturas para a criação do novo partido de Bolsonaro, o Aliança pelo Brasil.

Coordenador da Frente Parlamentar Evangélica, o deputado Silas Câmara (Republicanos-AM) disse ao jornal que a concessão de subsídio na conta de luz para templos religiosos é “justa” e teria impacto “mínimo”. Bolsonaro já havia apoiado a ampliação de incentivos fiscais para igrejas até 2032.

Segunda a reportagem, ao preparar a nota técnica, o Ministério de Minas e Energia pediu que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) estimasse o impacto do subsídio na conta de luz, mas a entidade teria respondido que não tinha como fazer esse cálculo.

Ainda assim, o pedido de subsídio foi repassado ao Ministério da Economia, que resiste à proposta, pois é contrária a concessão de novos subsídios que impactem a tarifa. Os subsídios na conta de luz, que totalizaram R$ 22 bilhões em 2019, estão na mira do Tribunal de Contas da União (TCU), que determinou que o governo não criasse mais benefícios sem indicar de onde sairiam as verbas para isso. (Sul21)

Patrocínio

Desenvolvido por: