Giovanna Ewbank fala pela primeira vez sobre “Surubão de Noronha” – Porto Alegre 24 Horas
Connect with us

Variedades

Giovanna Ewbank fala pela primeira vez sobre “Surubão de Noronha”

Publicado há

em

Reprodução/Instagram

Giovanna Ewbank, esposa de Bruno Gagliasso, falou pela primeira vez sobre o famoso ‘surubão de Noronha‘. Em entrevista para a coluna da Mônica Bergamo, da Folha de São Paulo, Giovanna falou sobre o ‘noronhe-se’, a adoção dos filhos, o desentendimento com o cunhado, Thiago Gagliasso e muito mais.

SURUBÃO DE NORONHA
O assunto ‘surubão de Noronha’ surgiu após uma conta no Instagram revelar supostas orgias realizadas por celebridades no arquipélago de Fernando de Noronha, em Pernambuco. De acordo com o perfil, essas supostas ‘surubas‘ aconteciam entre amigos da apresentadora na pousada administrada por ela e o marido. Giovanna esclareceu o assunto.

Essa história é uma loucura! Porque, gente, não aconteceu, né! Acredita que tiveram repórteres que vieram me perguntar se o surubão era real? Tem gente que foi jogada nessa história e nunca nem foi pra Noronha. Acho interessante pra gente analisar dentro do contexto de fake news, em que cada um fala o que quer.

CONTOU A ATRIZ.

BRIGA COM O CUNHADO

Dona de um canal no YouTube com 3,22 milhões de inscritos, com entrevistas e vídeos com celebridades, quando perguntada sobre sua relação com o cunhado, Thiago Gagliasso, Giovanna afirmou que não tem o que explicar, porque ela não fala com ele.

Eu não falo sobre [a briga familiar], porque não falo com ele. Então não tem porque falar de uma coisa que não faz parte da minha vida.

EXPLICOU GIOVANNA SOBRE A POSSÍVEL BRIGA COM O CUNHADO.

TITI E BLESS, OS FILHOS DE GIOVANNA EWBANK E BRUNO GAGLIASSO

Sobre a criação de seus filhos, Titi e Bless, a apresentadora falou sobre a importância de discutir o racismo.

Nunca vou saber o que é passar por um preconceito como esse. Mas tenho filhos que vão passar. É muito importante a gente ser antirracista. E vou fazer tudo que puder para combater isso. Independentemente de eu levar porrada por isso, se falarem que não é o meu lugar. Tenho dois filhos negros e vou combater isso de todas as maneiras que eu puder. Quero que eles sejam fortes e tenham orgulho, batam no peito e vão pra cima. Não quero que se amedrontem.

DISSE GIOVANNA, EMOCIONADA.

A entrevista completa está na coluna da Mônica Bergamo.

loading...
Patrocínio

Desenvolvido por: