Fundação Iberê Camargo tem cinema, música e seminário no fim de semana – Porto Alegre 24 Horas
Connect with us

Cultura

Fundação Iberê Camargo tem cinema, música e seminário no fim de semana

Publicado há

em

Compartilhe 📣




A programação deste final de semana da Fundação Iberê Camargo (Padre Cacique, 2000) contempla música ao pôr do sol e sessão comentado do filme “Hiroshima, meu amor”, dirigido por Alain Resnais e protagonizado por Emmanuelle Riva. As atividades são gratuitas e iniciam no sábado, às 15h, com a palestra “Como se faziam futuros: do futuro-futuro ao futuro-passado”, ministrada pela pesquisadora Daniela Kern. As inscrições podem ser realizadas pelo e-mail [email protected]

Já às 16h acontece mais uma edição do projeto musical VÉSPER, com o curador Leo Felipe e a DJ residente Paula Posada. A jovem apresenta uma pesquisa que valoriza o minimalismo, explorando a desconstrução musical experimentada através dos recortes de melodias e ritmos, utilizando a linguagem da música eletrônica como expressão máxima de sua identidade artística.

No domingo, as atrações iniciam com Cine Iberê às 16h. Nesta data, o filme escolhido é “Hiroshima, meu amor”, de Alain Resnais, seguido por comentários de Tânia Cardoso de Cardoso, coordenadora e curadora da Sala Redenção – Cinema Universitário da Ufrgs. Com roteiro de Marguerite Duras, o longa foi exibido no Festival de Cannes de 1959, recebeu o Prêmio internacional da crítica francesa no ano seguinte e também foi indicado ao Oscar de melhor roteiro.


Na trama, um encontro ocasional na cidade que dá nome ao longa faz surgir um romance entre um arquiteto japonês e uma atriz francesa que está na cidade participando de um filme sobre a paz. A relação amorosa constitui a base para Resnais explorar a natureza da memória, da experiência e da representação. Além de amantes, eles também se tornam confidentes, o que traz a memória de uma história, nunca contada antes, do primeiro amor dela. Durante a Segunda Guerra Mundial, em Nevers, ela se apaixonou por um soldado alemão. No dia em que a cidade foi libertada, ele foi baleado e morto e ela submetida à humilhação e a desonra pública.

A tarde de domingo encerra com Albin comandando o VÉSPER. DJ e produtor mineiro Flávio Albino, conhecido como ALBIN, faz parte da cena independente de música eletrônica que atualmente agita o Brasil. Tendo seu foco na house music e no techno, integra os projetos Collective Unconscious, de São Paulo, 101Ø, de Belo Horizonte e, mais recentemente, Arruaça, de Porto Alegre. (Correio do Povo)



Compartilhe 📣
loading...
Patrocínio
Patrocínio
Patrocínio

Patrocínio