Final de semana do dia dos pais terá Operação Viagem Segura – Porto Alegre 24 Horas
Connect with us

Trânsito

Final de semana do dia dos pais terá Operação Viagem Segura

Na operação do Dia dos Pais do ano passado, foram registradas 32 mortes nos três dias

Publicado há

em

Foto: Divulgação | DetranRS

Créditos da foto da notícia: Foto: Divulgação/DetranRS.

O final de semana do dia dos pais, que deveria ser um período de celebração, é uma das datas mais violentas no trânsito. Buscando conscientizar as pessoas de que o melhor presente para um pai é saber que o seu filho está bem, as autoridades de trânsito se preparam para a 105ª Operação Viagem Segura, que terá início à zero hora desta sexta (9/8) e se estenderá até a meia-noite de domingo (11/8).

Na operação do Dia dos Pais do ano passado, foram registradas 32 mortes nos três dias (10,6/dia). A pior média histórica foi em 2012, quando houve 33 vítimas fatais (11/dia). A análise estatística dos feriados e datas comemorativas de 2007 a 2018 aponta que o final de semana de Dia dos Pais (incluindo a sexta-feira, quando há intenso deslocamento) tem a segunda pior média de mortes por dia (7,4), ficando atrás, apenas, do Dia das Mães (8,3).

Ainda considerando o período 2007-2018, a maioria das ocorrências aconteceu no sábado (39%), e o turno da noite foi o que concentrou o maior número de óbitos (41,7%). Quanto aos locais em que ocorreram os acidentes fatais, os municípios com maior número de registro são Porto Alegre (19), Pelotas (5), Passo Fundo (4) e Gravataí (3). Sessenta e seis por cento das mortes aconteceram em rodovias, e as que tiveram maior número de vítimas foram a BR-290, com 22 mortes nesses 11 anos, a BR-116, com 20 óbitos, e as RS-324, com sete, RS-153 e 734, com seis vítimas fatais cada.

Sobre a Viagem Segura

Com sete anos completados no último feriado de 15 de novembro, a Operação tem como principais parceiros Polícia Rodoviária Federal (PRF), Brigada Militar e Comando Rodoviário da BM (CRBM), DetranRS e Polícia Civil. Também colaboram órgãos de trânsito municipais (EPTC na Capital), ANTT, DNIT, Cetran/RS, Daer, EGR, Famurs, além de representantes da sociedade civil organizada, como o Lions Club e o Instituto Zero Acidente.

Nas suas 104 edições anteriores, a operação somou mais de 5,67 milhões de veículos fiscalizados e 257,5 mil testes de etilômetro aplicados. Foram registradas mais de um milhão de infrações, sendo mais de 21,4 mil autuações por embriaguez, incluindo as recusas ao teste do bafômetro. A fiscalização também recolheu mais de 95,9 mil veículos e 27,1 mil carteiras de habilitação irregulares.

loading...
Patrocínio

Para você

Patrocínio
Patrocínio