FGTS emergencial será liberado nesta segunda-feira (15); conheça as regras

Economia

FGTS emergencial será liberado nesta segunda-feira (15); conheça as regras

Valores podem ser usados inicialmente para pagamento de contas e compras

Na próxima segunda-feira (15), deve ser liberado o acesso ao FGTS emergencial de até R$1.045, por cada trabalhador que possua saldo em suas contas ativas ou inativas no fundo. Porém neste primeiro momento, os valores só estarão disponíveis através do aplicativo Caixa Tem, podendo ser sacados ou transferidos apenas 30 dias após o depósito.

O montante total a ser liberado nos saques emergenciais do FGTS é de R$36 bilhões e após o dia 15 de julho, os trabalhadores poderão sacar ou transferir os valores seguindo um calendário que deve ser organizado por meses de nascimento.

Da mesma forma que acontece com o auxílio emergencial, os valores depositados nas contas poupança digitais e que são movimentas pelo aplicativo Caixa Tem, podem ser usados para o pagamento de contas, boletos e ainda é possível fazer compras usando o cartão de débito virtual. Muitas lojas virtuais já inseriram em seus sites a possibilidade de pagar com o Caixa Tem.

O motivo dos valores não poderem ser sacados em espécie logo de início, é que segundo o governo, não existe notas em papel suficientes para arcar com todos os saques que aconteceriam em paralelo com o saque da terceira parcela do auxílio emergencial.

O pagamento do auxilio emergencial aumentou a demanda por notas de dinheiro, montante que não era previsto antes do início da pandemia.

A liberação dos valores do auxílio obrigaram a Casa da Moeda a confeccionar mais papel moeda a toque de caixa. Desde 13 de março, o total de dinheiro em circulação no país aumentou R$ 70 bilhões, partindo de R$ 256 bilhões em 13 de março, para R$ 326 bilhões, segundo dados do Banco Central.

Porém apenas do reforço na confecção das notas, a Caixa teve que encontrar uma alternativa de liberar o FGTS sem precisar efetivamente de notas de dinheiro neste início. A solução encontrada foi a utilização do Caixa Tem.

Desta forma, o valor de até R$1.045 do FGTS estará disponível já nesta segunda-feira para todos os trabalhadores que se encaixam nas regras, e somente um mês depois os saques em dinheiro começam a ser liberados.

O pedido de transferência dos recursos para outros bancos, deve acontecer através do aplicativo Caixa Tem. Todos esses detalhes devem ser anunciados na semana que vem.

Como usar o cartão de débito virtual no Caixa TEM

Para utilizar o cartão de débito virtual é necessário atualizar o aplicativo Caixa Tem e a sequência, ir no ícone Cartão de Débito Virtual, que é a ultima opção da tela de inicio.

A partir deste ponto, o usuário precisa digitar a senha do aplicativo. Na sequência, irá aparecer os seguintes dados: nome, número e validade do cartão, além do código de segurança. Ao lado do código, é preciso clicar em “gerar”.

O código de segurança é válido para uma compra ou por alguns minutos. Quando for efetuar outra compra, será necessário gerar outro código.

Funcionamento do saque FGTS Emergencial

Têm direito de sacar os trabalhadores que possuem contas ativas (empregos atuais), ou inativas (empregos passados) do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço).

Caso o trabalhador tenha mais de uma conta de FGTS, o saque começa pelas contas inativas, sempre por aquela que tem o menor saldo. Após isto, o dinheiro das demais contas podem ser sacados, sempre começando pelas com saldo menor. O valor máximo que será sacado é R$1.045, independente de quantas contas tenha o trabalhador.

Caso possua uma conta poupança na Caixa, o valor do FGTS será depositado automaticamente. Porém o trabalhador pode até o dia 30 de agosto, pedir o desfazimento do crédito, de acordo com um procedimento que será comunicado pela Caixa.

Os valores podem ser transferidos para contas de outros bancos, desde que esteja na titularidade do trabalhador. E o que não for sacado permanece no Fundo de Garantia.

Segundo o governo federal, todos os 60,8 milhões de trabalhadores que tem contas no FGTS podem ser beneficiados com os saques. Uma média de 30,7 milhões de pessoas poderão retirar todo seu recurso no FGTS (50,5% do total).

Cerca de 80% das contas devem ser zeradas com o saque, e R$ 16 bilhões serão liberados para 45,5 milhões de trabalhadores que têm até 5 salários mínimos de saldo no FGTS. É esperado que até R$ 36,2 bilhões possam ser sacados em todo o país.

Os trabalhadores que não sacaram os valores de até R$998 do FGTS na leva que foi finalizada em 31 de março, não vão poder acumular com este novo saque.

O saque emergencial do FGTS foi uma medida criada em meio aos problemas econômicos trazidos pela pandemia do coronavírus, que afetou as finanças das famílias.

Fonte: fdr

Patrocínio
Patrocínio

Desenvolvido por: