Eduardo Leite afirma que argentinos “serão bem recebidos” no Rio Grande do Sul – Porto Alegre 24 Horas
Connect with us

Política

Eduardo Leite afirma que argentinos “serão bem recebidos” no Rio Grande do Sul

Fala do governador é resposta a afirmação de Bolsonaro que disse na segunda-feira que o estado viraria uma nova Roraima em caso de vitória kirchnerista no país vizinho

Publicado há

em

Foto: Reprodução

O governador do Rio Grande do Sul declarou à imprensa, na quarta-feira (14), que é necessário respeitar o processo eleitoral que acontece na Argentina. A fala de Eduardo Leite foi feita em resposta ao pronunciamento do presidente da República durante um evento em Pelotas na última segunda. Fala do governador é resposta à afirmação de Bolsonaro de que estado viraria uma “nova Roraima” em caso de vitória kirchnerista no país vizinho.

Já Eduardo Leite acredita que os argentinos estão tomando suas posições políticas de forma legítima como em qualquer ambiente democrático e revelou torcer para que os resultados sejam positivos.

“O bom desempenho da economia argentina é determinante também para o Brasil e para o Rio Grande do Sul nas relações comerciais que temos daquilo que produzimos aqui, e, portanto, torcemos para que a Argentina tenha o seu melhor encaminhamento no processo eleitoral e em sua economia”.

Leia:
Havan suspende publicidade em intervalos de 6 programas da Globo

Leite adianta que o estado sempre estará de braços abertos para estrangeiros que queiram empreender e gerar riqueza em solo gaúcho.
[in_article]
“Um estado feito de imigrantes que deixaram seus países fugindo de dificuldades, de problemas que tivessem lá e vieram para cá, empreenderam, geraram riquezas. Então todas as pessoas que com as suas qualidades, suas competências, queiram vir ao Rio Grande do Sul, empreender e gerar riqueza no Rio Grande do Sul, serão bem-vindas, sejam dos países que forem”.

O candidato à presidência de oposição na Argentina, Alberto Fernández, comemorou no último fim de semana a vitória na prévia da eleição do país. Fernández tem como vice a ex-presidente Cristina Kirchner. (Jônatha Bittencourt | Band)

Patrocínio