Duas mulheres são presas por oferecer serviços de bronzeamento artificial altamente prejudicial à saúde – Porto Alegre 24 Horas
Connect with us

Polícia

Duas mulheres são presas por oferecer serviços de bronzeamento artificial altamente prejudicial à saúde

Havia denúncias, que foram investigadas, que existiam locais de bronzeamento proibido

Publicado há

em

Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil, por meio da 2ª Delegacia de Polícia de Sapucaia do Sul, nessa sexta-feira (24), durante cumprimento de mandados de busca e apreensão prendeu duas proprietárias de estabelecimentos ilegais de bronzeamento em Sapucaia do Sul. Havia denúncias, que foram investigadas, que existiam locais de bronzeamento proibido e altamente prejudicial à saúde.

Segundo o delegado Thiago Carrijo, os policiais civis identificaram dois locais suspeitos na cidade e, após diligências, solicitaram ordens judiciais. Duas mulheres foram presas em flagrante e autuadas por crimes contra as relações de consumo. Camas de bronzeamento em desacordo com as normas legais foram apreendidas. “No momento da chegada dos policiais, uma pessoa estava se bronzeamento.
[in_article]
Testemunhas foram ouvidas e comprovaram que algumas pessoas se utilizavam do serviço de forma clandestina. As investigações comprovaram que o serviço era prestado em desacordo com a legislação vigente”, disse Carrijo.

A Vigilância Sanitária de Sapucaia do Sul participou da ação, prestando apoio especializado e interditando o local.

Conforme o diretor da 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana, delegado Mario Souza, as denúncias foram confirmadas e a Polícia Civil cumpriu suas obrigações. “A legislação que afeta a saúde deve ser respeitada e cumprida”, afirmou Souza.

A ação teve o apoio do Departamento Estadual de Investigações Criminais.

Patrocínio

Desenvolvido por: