Dono de restaurante da Zona Leste de Porto Alegre é preso por furto de energia elétrica – Porto Alegre 24 Horas
Connect with us

Polícia

Dono de restaurante da Zona Leste de Porto Alegre é preso por furto de energia elétrica

O estabelecimento comercial passou a ser investigado pelo baixo índice de consumo, comparado à infraestrutura do local

Publicado há

em

Foto: Divulgação | CEEE

A força-tarefa permanente de combate ao furto de energia elétrica na Capital Gaúcha prendeu mais um acusado de irregularidades na cidade. Dessa vez, as autoridades autuaram o dono de um restaurante do bairro Petrópolis, na Zona Leste de Porto Alegre.

O delegado Luciano Peringer, responsável pela Operação Blecaute, afirma que o local passou a ser investigado pelos baixos índices de consumo. O fator se tornou um agravante à medida em que foi comparado à infraestrutura do espaço.

“Nós comparecemos nesse restaurante porque é feito uma análise do consumo do restaurante com o que ele paga. Quando há uma certa suspeita do valor pago e consumido por um determinado estabelecimento comercial é muito baixo para a estrutura dele, a gente acentua diligências nesses locais para verificar se há alguma irregularidade ou problema técnico, ou até mesmo de funcionamento. Então é feita uma análise para chegar aos alvos.”
[in_article]
O restaurante fica na Avenida Protásio Alves, e conta com pelo menos cinco aparelhos de ar-condicionado, quatro freezers e cem lâmpadas. Ainda de acordo com o delegado, o furto de energia elétrica em grandes restaurantes vem se tornando comum por conta da crise econômica.

Leia:
Polícia Civil prende homem que comercializava drogas nas proximidades de uma escola na Zona Norte

“É normal, ainda mais com a crise na economia que vem se passando, alguns estabelecimentos praticar esses crimes para reduzir seus custos, já que a energia elétrica é um dos principais custos de um estabelecimento comercial.”

De acordo com a CEEE, que atua na mobilização ao lado da Polícia Civil, metade da carga usada pelo estabelecimento comercial não estava passando pelo medidor. O proprietário pode ser condenado a até quatro anos de prisão por conta do furto de energia. (Aristóteles Júnior | Band)

loading...
Patrocínio