Corte de grama dos taludes do Arroio Dilúvio é retomado – Porto Alegre 24 Horas
Connect with us

Notícias

Corte de grama dos taludes do Arroio Dilúvio é retomado

Agora, é correr atrás do prejuízo e do mato alto”, afirma o secretário municipal de Serviços Urbanos, Ramiro Rosário.

Publicado há

em

Foto: Cristine Rochol/PMPA

O corte de grama do talude do Arroio Dilúvio foi retomado nesta semana. A ação começou na altura da avenida Antônio de Carvalho, seguindo em direção ao lago Guaíba. A roçada do talude havia sido suspensa em maio de 2018 pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) e agora está sendo desenvolvida pelo novo contrato de Capina e Roçada de Vias Públicas, iniciado em 2 de janeiro.

O serviço foi paralisado porque o MPT apontou riscos de queda dos trabalhadores. Desde então, a Secretaria Municipal dos Serviços Urbanos (SMSUrb) e o Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU) trabalharam para encontrar soluções para o impasse. “Desde que o Dilúvio foi canalizado, ninguém caiu ao capinar o talude. Mesmo assim, o MP do Trabalho proibiu o serviço. Agora, é correr atrás do prejuízo e do mato alto”, afirma o secretário municipal de Serviços Urbanos, Ramiro Rosário.

Depois de quase dois anos de tratativas e negociações, a prefeitura pode voltar a realizar a atividade, seguindo parâmetros de segurança, como técnicas de alpinismo e linha de vida. A linha de vida é um sistema de segurança que consiste num cabo de aço paralelo ao arroio e que fica preso por três estacas móveis, com 15,5 metros de extensão. Deste cabo partem cordas perpendiculares onde os trabalhadores ficam amarrados com cinto de segurança.

Quando um trecho é concluído, o equipamento é transferido para o perímetro seguinte. Este sistema foi testado duas vezes para avaliação de sua eficiência e obteve laudo positivo de empresa especializada em segurança do trabalho. A partir do resultado do laudo, em 14 de janeiro, o DMLU recebeu a autorização da Procuradoria do Trabalho para execução do serviço.

(PMPA)

loading...
Patrocínio

Desenvolvido por: