Coordenador confia em sucesso de plebiscito sobre separação dos estados do Sul do Brasil – Porto Alegre 24 Horas
Connect with us

Notícias

Coordenador confia em sucesso de plebiscito sobre separação dos estados do Sul do Brasil

Publicado há

em




O coordenador do movimento “O Sul é o meu País”, João Paulo Schuch, responsável por organizar um plebiscito sobre a separação dos três estados (Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná) do Brasil confia no sucesso da consulta marcada para este sábado. Cerca de 3 mil urnas serão espalhadas entre os três territórios e 1 mil ficarão em solo gaúcho.

“Acredito que o plebiscito vai ter uma repercussão muito boa porque fizemos várias ações de divulgação e panfletagem. Há um cenário político que motiva novos adeptos e acho que este ano poderemos dar andamento ao projeto. A Catalunha vive o processo final depois de longos anos e nós ainda estamos no começo”, disse Schuch em entrevista à Rádio Guaíba nesta sexta-feira.



De acordo com Schuch, na consulta, os interessados em votar encontrarão a seguinte pergunta: “Você quer que o Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul formem um país independente?”. “A pessoa ainda será convidada a assinar um projeto de lei de iniciativa popular para uma representação junto às Assembleias Legislativas dos estados, solicitando aos deputados que façam um pedido junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para um plebiscito oficial”, explicou o coordenador.

Questionado sobre a aceitação do público que é consultado sobre a separação dos estados do Sul do País, Schuch revelou um número significativo de aceitação. “Andando pelo Rio Grande do Sul, eu posso dizer que de 100 pessoas, 95 são a favor. Há uma aceitação grande, mas como realizamos um trabalho voluntário, há uma certa dificuldade para chegar em outros lugares”, acrescentou.

Em Porto Alegre, 37 urnas serão colocadas à disposição de pessoas interessadas em participar do plebiscito. A consulta ocorrerá das 8h às 17h e em outros municípios o período de votação irá se estender até as 20h. (Correio do Povo)


Leia:
Brasileiro poderá comprar até US$ 1 mil sem imposto no exterior
loading...
Patrocínio