Conheça os lugares da Região Metropolitana que foram marcados pela Guerra dos Farrapos
Connect with us
Consultoria do Sono

Cultura

Conheça os lugares da Região Metropolitana que foram marcados pela Guerra dos Farrapos

Publicado a

em

Ponte da Azenha
Em Porto Alegre, a estrutura, que fica no cruzamento com a Avenida Ipiranga, foi palco do primeiro confronto entre farroupilhas e republicanos. Em 2008 a prefeitura restaurou o local, reconstituindo as características originais do guarda-corpo, do revestimento e da escadaria e instalando novos ladrilhos e luminárias. À época, o local também recebeu um painel contando a história da Ponte da Azenha, mas que atualmente está coberto por pichações.

Monumento Cruz das Almas

Foto: Divulgação / Prefeitura de Viamão

Monumento em Viamão marca local onde ficavam concentradas as tropas farroupilhas



Monumento Cruz das Almas
Localizado às margens da ERS-040, em Viamão, sinaliza um dos locais de concentração da tropa farroupilha durante a guerra. Também foi onde ocorreu um dos combates entre os revolucionários e as tropas federalistas. O monumento foi revitalizado em 1985, quando foi instalada uma nova cruz de madeira _ a original era de ferro.

Trincheiras Farroupilhas

Foto: Divulgação / Prefeitura de Viamão

Trincheiras ficam em ponto alto da cidade

Trincheiras
A cidade também abriga as trincheiras de onde as tropas farroupilhas conseguiam ter uma ampla e estratégica visão de toda a região, incluindo o Morro Santana, vale do Riacho Jacareí (Arroio Dilúvio) e Vale do Gravataí. Ainda é possível observar o desnível no terreno onde hoje fica uma praça e o monumento Trincheira Farroupilha, construído em 1935, durante as celebrações do centenário da revolução.

Casa de Gomes Jardim em Guaíba

Foto: Divulgação / Prefeitura de Guaíba

Casa de Gomes Jardim fica no Sítio Histórico da cidade e recebe milhares de turistas durante o ano

Casa de Gomes Jardim
Intitulada Berço da Revolução Revolução, a cidade de Guaíba oferece um amplo roteiro turístico sobre a Guerra dos Farrapos. No Sítio Histórico, onde fica a Casa de Gomes Jardim, são realizadas exposições itinerantes sobre a revolução e outros assuntos ligados ao tradicionalismo. Foi na residência que o líder farrapo se reuniu, à sombra de um cipreste, com Bento Gonçalves e Onofre Pires, para planejar a invasão de Porto Alegre, em 1835.

Em frente à casa, há uma praça onde estão enterrados os restos mortais de Gomes Jardim e um busto do personagem. No mês farroupilha, estão sendo promovidas outras atividades em alusão aos festejos. O espaço recebe visitas diariamente das 8h30min às 17h30min. (Carolina Lewis/DG)



Patrocínio
Patrocínio
Patrocínio

Publicidade