Comerciantes pedem a reabertura do comércio durante manifestação em frente à prefeitura de Porto Alegre

Notícias

Comerciantes pedem a reabertura do comércio durante manifestação em frente à prefeitura de Porto Alegre

Equipes da prefeitura fiscalizam o cumprimento do decreto que fechou o comércio não essencial em Porto Alegre
Foto: Luciano Lanes/PMPA

Comerciantes de Porto Alegre realizaram, na manhã desta quarta-feira (24), um protesto, em frente à prefeitura de Porto Alegre, contra o fechamento do comércio na Capital, determinado pelo Decreto 20.625 em razão da pandemia de coronavírus.

Cerca de 200 pessoas participaram do ato pacífico, que contou com cartazes e uma caixa de som. Elas alegam prejuízos com a suspensão das atividades consideradas não essenciais.

“A prefeitura lamenta precisar tomar medidas drásticas que fecham comércio e serviços, mas age de acordo com as evidências apresentadas diariamente por uma equipe competente, formada por profissionais que estudam e entendem a situação epidemiológica da cidade. Nenhum lugar do mundo conseguiu conter o avanço do vírus sem barrar a circulação de pessoas. Eventos como este protesto, que gera aglomeração de pessoas, são o motivo pelo qual a prefeitura precisou fechar novamente o comércio. Cada um precisa fazer sua parte”, afirmou o Executivo após a manifestação.

“Infelizmente, parte da sociedade e dos empresários não entendeu que a liberação só poderia continuar se cada um fizesse a sua parte, evitando aglomerações e adotando as medidas de higiene. Nos últimos dias, o que se viu nas ruas foi uma grande circulação de pessoas desconsiderando que enfrentamos uma pandemia” , disse o prefeito Nelson Marchezan Júnior após editar o decreto com as novas restrições.

No modelo de Distanciamento Controlado do governo do Estado, Porto Alegre encontra-se classificada na bandeira vermelha, o que impõe uma série de restrições às atividades econômicas. (O Sul)

Patrocínio
Patrocínio

Desenvolvido por: