Com dívida estimada em R$ 14,68 bilhões, Estado recorre de decisão do TJ-RS sobre pagamento de precatórios – Porto Alegre 24 Horas
Connect with us

Economia

Com dívida estimada em R$ 14,68 bilhões, Estado recorre de decisão do TJ-RS sobre pagamento de precatórios

O governo explicou que o Estado está promovendo um processo de compensação com dívida ativa

Publicado há

em

Compartilhe 📣
  • 63
    Shares

Créditos da foto da notícia: Foto: Paulo Nunes / CPMemória.

A Procuradoria Geral do Estado (PGE) vai recorrer da decisão da presidência do Tribunal de Justiça (TJ-RS) que obriga o Estado a aumentar as verbas para pagamento de precatórios. Nesta segunda-feira (28), o governo estadual foi informado sobre o despacho do TJ-RS, que rejeitou o plano de quitação das dívidas apresentado pelo Piratini.

“A Procuradoria está analisando a melhor medida a ser adotada diante da decisão do Tribunal, que é administrativa. Estamos estudando o recurso cabível, visto que há decisões, em outras instâncias, que dão respaldo ao nosso entendimento de que o plano deve ser acolhido”, explica o procurador-geral do Estado, Eduardo Cunha da Costa.

O governo pediu, no início do mês, que o TJ-RS reconsiderasse a proposta feita por provocação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que consiste no repasse mensal de R$ 203 milhões – ou seja, cerca de R$ 2,5 bilhões anuais – para quitação dos precatórios. Entre os argumentos, o governo explicou que o Estado está promovendo um processo de compensação com dívida ativa, envolvendo a conciliação das dívidas com quem tiver débito com o Estado e crédito com precatórios.

Segundo dados do TJ, o passivo de precatórios atualmente é de R$ 14,68 bilhões, considerando Administração Direta e Indireta. Atualmente, o Estado deposita mensalmente, em contas específicas do Tribunal, o referente a 1,5% da Receita Corrente Líquida, o que resulta em parcelas entre R$ 46 e 50 milhões. Em 2019, a previsão é de que o montante total chegue a R$ 576 milhões, um crescimento de 7,74% em relação a 2018. Se for mantida a decisão do TJ, o desembolso será de R$ 2,52 bilhões, ou seja, um acréscimo de quase R$ 2 bilhões em comparação ao ano anterior.

Fonte: Agência de Notícias do Estado do Rio Grande do Sul


Compartilhe 📣
  • 63
    Shares
loading...
Patrocínio
Patrocínio
Patrocínio

Patrocínio