Brasil tem melhor atuação em Jogos Pan-Americanos da história
Connect with us

Esportes

Brasil tem melhor atuação em Jogos Pan-Americanos da história

Brasil garantiu o 2º lugar do quadro geral de medalhas, com 55 de ouro, 45 de prata e 71 de bronze

Publicado há

em

Foto: Pedro Ramos/ Rede do Esporte

A equipe brasileira confirmou a melhor atuação em Jogos Pan-Americanos da história da competição. Com conquista de 171 medalhas, o Brasil garantiu o 2º lugar do quadro geral de medalhas, com 55 de ouro, 45 de prata e 71 de bronze. Em algumas modalidades, o Brasil mostrou dominância, surpreendeu em outras e também viu medalhas quase escaparem. Ouros inéditos foram conquistados nas modalidades de badminton, boxe feminino e taekwondo feminino.

Um desempenho histórico não seria possível sem que os favoritos fizessem o que se esperava deles. Fernando Reis conquistou o tri pan-americano no levantamento de peso com uma performance impecável. Ele somou 420 quilos levantados, somando o arranco e o arremesso, e garantiu a medalha de ouro. Superior aos seus adversários, Fernando levantou 21 quilos a mais que o segundo colocado, o cubano Luis Manuel Lauret.

O time de handebol feminino também manteve seu posto. A vitória na final sobre a Argentina não veio fácil. As adversárias foram mais eficientes e concentradas no primeiro tempo, mas viram a seleção brasileira corrigir os erros na segunda metade da partida e vencer por 30 a 21. Além de conquistar o ouro e o hexacampeonato no handebol, as brasileiras garantiram presença nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.

Leia:
Grêmio atropela o Avaí e faz 6 gols pela 21ª rodada do Brasileirão

Um dos principais nomes brasileiros, o baiano Isaquias Queiroz, venceu na prova de C1 10000. Essa foi a quarta medalha de Isaquias em jogos Pan-Americanos. Ele também participou da final da prova de duplas C2, mas seu parceiro, Erlon Souza, passou mal e eles não conseguiram completar o percurso.

O judô brasileiro brilhou mais uma vez, com Mayra Aguiar e Rafaela Silva, que já tinham sido medalhistas no Rio em 2016 e colocaram mais dois ouros na conta do Brasil.

A natação também voltou a conquistar vitórias pelo Brasil. Nesta edição, foram 30 medalhas, sendo dez ouros, nove pratas e 11 bronzes. Entre os vitoriosos, estão os ouros de Guilherme Costa nos 1.500 metros, Etiene Medeiros nos 50 metros livre, Bruno Fratus também nos 50 metros livre e do revezamento masculino 4×200 livre, com Luiz Altamir, Fernando Scheffer, João de Lucca e Breno Correia.

Leia:
Tite confirma Cebolinha no time titular

Um grande destaque da ginástica artística brasileira nesse Pan foi Francisco Barretto, que conquistou três medalhas de ouro nesta edição: na barra fixa, no cavalo com alças e na equipe masculina. Foi a melhor vitória na modalidade na história do Pan, chegando a um total de 11 medalhas – quatro de ouro, quatro de prata e três de bronze.

A seleção feminina de basquete voltou a ganhar um Pan-Americano. Desde 1991, nos jogos de Havana, isso não acontecia. As brasileiras derrotaram os Estados Unidos por 79 a 73. Para chegar à final, a seleção passou por Canadá, Paraguai, Porto Rico e Colômbia.

Pela primeira vez, a patinação artística feminina brasileira ganhou uma medalha de ouro nos jogos. A conquista foi da patinadora Bruna Wurts. Com apenas 18 anos, ela subiu no pódio ao somar 103,17 pontos na apresentação.

Leia:
Semifinais da Libertadores da América repercutem no continente Europeu

Na vela, Martine Grael e Kahena Kunze faturaram o primeiro ouro em jogos Pan-Americanos na modalidade. As duas haviam conseguido a terceira colocação da regata da prova (Medal Race) e precisavam apenas terminar essa etapa para conseguir o ouro.

Já no boxe feminino, Beatriz Ferreira conquistou a medalha de ouro ao vencer a argentina Dayana Sanchez na categoria leve (57 kg-60 kg). Foi o primeiro ouro do Brasil na modalidade em jogos Pan-Americanos.

O melhor atleta brasileiro de badminton colocou seu nome na história do esporte no Brasil. Ygor Coelho conquistou o primeiro ouro do país na modalidade ao vencer o canadense Brian Yang por 2 sets a 0. A equipe brasileira chegou ao total de cinco medalhas nesta edição do Pan: o ouro de Ygor e quatro bronzes nas duplas. (O Sul)

loading...
Patrocínio