Avó de adolescente morta no RS relata que neta tinha medo do motorista – Porto Alegre 24 Horas
Connect with us

Polícia

Avó de adolescente morta no RS relata que neta tinha medo do motorista

A avó contou que disse para neta não ter medo, porque o motorista estava há muitos anos trabalhando e jamais iria lhe fazer mal

Publicado há

em

Foto: Arquivo pessoal

O depoimento da avó da adolescente de Catuípe encontrada morta no sábado (30), traz novos olhares para o caso. A avó de Maria Eduarda Zambom, 15 anos, prestou depoimento ao delegado Gustavo Arais, em que contou que a adolescente disse estar com medo do motorista suspeito de tê-la matado. Esse temor foi relatado para avó cerca de uma semana antes da morte da menina.

Na declaração, a mulher contou que na sexta-feira (29), ela havia notado que o arranque do motor do veículo que foi buscar a neta era diferente. Entretanto, afirmou não ter se preocupado, pois em outras oportunidades o motorista já tinha utilizado o Corsa para buscar a estudante. A avó ainda contou que, cerca de uma semana antes, a menina havia lhe contado que o motorista a estava “olhando com olhos diferentes” e pedindo que sentasse no banco da frente. Maria Eduarda ainda teria dito que “tinha muito medo do motorista”, afirmando que teria medo que ele a matasse e enterrasse “perto das laranjeiras”. A avó contou que disse para neta não ter medo, porque o motorista estava há muitos anos trabalhando e jamais iria lhe fazer mal.

Leia:
Casal responsável por tele-entrega de drogas é preso na região metropolitana

O delegado Arais ainda frisa que Maria Eduarda teria implorado para a avó não contar nada à mãe e que havia pedido para ela interceder pela troca do motorista. Havia ficado acertado que nesta quarta (3), a adolescente teria uma consulta no dentista em Catuípe e elas iriam na Secretaria de Educação solicitar a mudança. Ela afirmou que tudo ocorreu muito rápido e que a família jamais imaginou que poderia acontecer o crime. (O Sul)

loading...
Patrocínio