Aulas na escola da Zona Sul de Porto Alegre estão suspensas após ameaças
Connect with us

Polícia

Aulas na escola da Zona Sul de Porto Alegre estão suspensas após ameaças

Uma força-tarefa, organizada por pais e alunos, se dedicará à limpeza dos espaço ao longo de toda a terça-feira

Publicado há

em

Foto: Divulgação

Os alunos da Escola Municipal Monte Cristo, localizada na Zona Sul de Porto Alegre, não terão aulas nesta terça-feira (16). A interrupção nas atividades é fruto da repercussão da ação de vândalos, que picharam as paredes do prédio com insultos e referências ao atentado ocorrido em Suzano, na Grande São Paulo, há pouco mais de um mês.

As mensagens causaram a apreensão dos estudantes e, também, da comunidade acadêmica. O diretor da EMEF Santo Cristo, Cezar Augusto Teixeira, afirma que as câmeras de segurança do local flagraram o ato criminoso – que teria sido praticado por, pelo menos, dois homens. “Localizamos nas câmeras de vigilância a ação de alguns homens adultos, e nos chamou a atenção o fato de não serem crianças, que estão tomando essas atitudes bastante inadequadas. De costas podemos ver pelo tamanho, pelo porte, mas não tem nenhuma ideia de quem poderia ter feito isso”, explica.

Notícia Relacionada:
Homem usa tesoura para render e estuprar mulher grávida na Região Metropolitana

Uma força-tarefa, organizada por pais e alunos, se dedicará à limpeza dos espaço ao longo de toda a terça-feira (16). Além disso, diversos protestos quanto à segurança da escola estão programados. A população cobra que a situação seja resolvida com uma proposta a longo prazo.

A Guarda Municipal de Porto Alegre, que disponibiliza um homem para o monitoramento da instituição de ensino à noite, se comprometeu a reforçar o esquema nas próximas semanas. Entretanto, ainda conforme o professor Cesar Augusto Teixeira, a proposta não agradou aos responsáveis pelos alunos. “É nossa responsabilidade, mas nós não temos instrumentos, meios para garantir. É uma comunidade de periferia, é em relação a escola e na verdade não há grandes relatos em relação a violência a não ser esse. Existem situações pontuais, mas não é uma coisa do cotidiano.

Notícia Relacionada:
Vídeo mostra facção exibindo armas de grosso calibre na Zona Norte

A 13ª Delegacia de Polícia da Capital recebeu o caso. Apesar dos avanços feitos pelos oficiais no primeiro dia após o registro do boletim de ocorrência – como, por exemplo, a audição de testemunhas – ainda não há uma linha de investigação definida. (Aristóteles Júnior | Band)

Patrocínio