Ações da EPTC buscam reduzir acidentes com motociclistas – Porto Alegre 24 Horas
Connect with us

Trânsito

Ações da EPTC buscam reduzir acidentes com motociclistas

Publicado há

em

Compartilhe 📣
  • 32
    Shares

Créditos da foto da notícia: Brayan Martins/ PMPA.

Das sete vítimas fatais em janeiro, quatro envolveram motociclistas, sendo três condutores e um carona. Esta realidade, que inclui também 193 acidentes com motos (24 mortes no ano passado), que representam 32% de um total de 75, na estatística geral de 2018, além de 2.495 acidentes com motociclistas, com 2.420 feridos, faz com que a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) reforce ações educativas e de fiscalização com motos na Capital neste início de ano.
Nesta quarta-feira, 6, agentes da Coordenação de Educação para a Mobilidade (CEM) da EPTC realizam atividade de conscientização no estacionamento das motos da rua General Câmara, Centro Histórico, das 9h às 10h. O evento, inserido no Programa Vida no Trânsito, parceria entre EPTC, Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e Departamento de Trânsito do Rio Grande do Sul Detran/RS, terá apoio, também, do Lions Clubs International.
O diretor de operações da EPTC, Fabio Berwanger Juliano, demonstra preocupação com o elevado número de acidentes com motociclistas na Capital. “É uma realidade que nos preocupa, ainda mais que representa um segmento de pessoas de uma faixa etária muito jovem. Vamos intensificar ações educativas, de conscientização para uma circulação com mais prudência, e também atividades de fiscalização, com foco principalmente nas condições de segurança dos equipamentos. Este número exagerado de acidentes com motos, sendo muitos casos graves, realmente não pode continuar. É um quadro inaceitável”.
De acordo com estudos desenvolvidos pela Coordenação de Informações de Trânsito (CIT), junto com o Programa Vida no Trânsito, a maioria dos acidentes no ano passado ocorreu durante o dia (1.763). E quem mais se envolveu nos acidentes foram condutores da faixa etária entre 26 e 35 anos (720), seguidos por motociclistas entre 18 e 25 anos (627).
A engenheira da EPTC, Diva Yara Mello Leite, afirma que está em desenvolvimento um trabalho em várias frentes para a redução dos índices de acidentes com motociclistas e demais usuários do espaço público, a partir das análises dos acidentes fatais e nos resultados de pesquisas com motociclistas, elaborada pelo Programa Vida no Trânsito, que atua de forma efetiva na construção de estratégias para diminuição da acidentalidade. “Neste contexto, podemos destacar o Programa Motociclista Seguro, que busca reduzir o número de acidentes fatais e de feridos graves com motociclistas em Porto Alegre, envolvendo não só órgãos públicos, mas também a iniciativa privada, principalmente revendedores de motocicletas”.
O objetivo do trabalho é contribuir  para a mudança  de percepção dos demais usuários da via sobre as motos e sensibilizar os motociclistas sobre a importância da percepção de risco e autocuidado no trânsito.
Fonte: PMPA

Compartilhe 📣
  • 32
    Shares
loading...
Patrocínio
Patrocínio
Patrocínio
<-- START FOOTER ADS -->