18 jovens relatam terem sido vítimas de abuso sexual por chefe de grupo escoteiro
Connect with us

Notícias

18 jovens relatam terem sido vítimas de abuso sexual por chefe de grupo escoteiro

O investigado tem 35 anos de participação nos movimentos de escoteiros.

Publicado há

em

Reprodução / Facebook

Conforme divulgado pelo Grupo de investigação da RBS, um grupo de ex-escoteiros se juntou para revelar um segredo que estava guardado e que ainda incomodava. 18 depoimentos de pessoas dizem ter sofrido abuso sexual quando participavam do Grupo Escoteiro Guamirim, da Fontoura Xavier, que encerrou as atividades em 2017.

Os abusos ocorreram durante atividades de escotismo e no convívio social com o suspeito de cometer os crimes: André Carvalho Lacerda, de 52 anos. O homem é o fundador do grupo em 2007 e chegou a comandar 80 escoteiros na cidade, conforme os denunciantes.

O investigado tem 35 anos de participação nos movimentos de escoteiros. Ingressou com 13 anos no Grupo Escoteiro Japão, em Porto Alegre, unidade que presidiu anos depois.

Notícia Relacionada:
Bolsonaro acaba com a obrigatoriedade da publicação de editais de concursos e licitações em jornais

A investigação começou a coletar depoimentos em dezembro de 2019, na Delegacia Regional de Soledade, depois de um primeiro registro feito por um ex-escoteiro contra André por estupro de vulnerável. Em janeiro, a Justiça autorizou que a polícia fizesse buscas na casa do suspeito, que é bancário e atualmente mora na Região Metropolitana. Foram apreendidos telefones celulares, pendrives, tablets, notebooks, DVDs, videogame, HDs externos, MP3 e um revólver. O conteúdo dos equipamentos está sob análise do Instituto-Geral de Perícias (IGP).

Em relatos cheios de detalhes, ex-escoteiros descreveram ao grupo de investigações a estratégia que André usaria para envolvê-los: alegava ter câncer e precisar do sêmen para ser curado.

— Ele passava a mão. Depois, ele pedia que a gente desse nosso espermatozoide, que tinha o poder de curar ele — diz um dos jovens.

Notícia Relacionada:
Estudantes e professores protestam na capital contra condições da educação

— Ele se curava com sêmen, ele falava que era a cura dele — confirma outro entrevistado.

*Com informações do G1

Patrocínio