Seapen e Susepe, em parceria com o Judiciário, reativam 256 vagas em penitenciária em Canoas – Porto Alegre 24 Horas
Connect with us

Notícias

Seapen e Susepe, em parceria com o Judiciário, reativam 256 vagas em penitenciária em Canoas

Para a reforma de parte do prédio, incendiado em março de 2018, o Poder Judiciário destinou R$ 160 mi

Publicado há

em

Foto: Antônio Bavaresco / Seapen

A Secretaria da Administração Penitenciária e a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) entregaram, oficialmente, 256 vagas do regime fechado das galerias E e F da Penitenciária Estadual de Canoas (Pecan 2), na tarde desta terça-feira (15/10).

O local estava interditado desde março do ano passado após um incêndio provocado por presos. As alas passaram por pintura, reformas nas redes hidráulica e elétrica. Os presos já estão sendo transferidos para as galerias.

Para a reforma do local, o Poder Judiciário investiu R$ 160 mil. As Varas de Execuções Criminais de Cachoeirinha, Canoas, Gravataí e Alvorada disponibilizaram , cada uma, RS 25 mil para a reforma. A Vara de Execuções de Penas e Medidas Alternativas (Vepma) investiu R$ 60 mil.

Leia:
Nível do Guaíba: Defesa Civil alerta para alagamentos em Porto Alegre

Na cerimônia de entrega da reforma, o superintendente da Susepe, Cesar da Veiga, ressaltou a importância da parceria da Susepe com o Judiciário e sinalizou que é necessário repensar novos modelos de gestão prisional. Veiga citou o Complexo Prisional de Canoas como pioneiro na implantação de novas visões de gestões, que priorizam a integração da inclusão e segurança.

O diretor do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), Fabiano Bordignon, anunciou que o Ministério da Justiça e Segurança Pública pretende gerar, em quatro anos, 100 mil vagas em presídios do país. Disse ainda que, além de gerar vagas prisionais, é preciso trabalhar no sentido de promover ações de integração social para que o preso possa ter oportunidade de voltar para a sociedade melhor do que quando ingressou no sistema prisional.

Leia:
Sine Municipal oferece 333 vagas de emprego em Porto Alegre

“Ao mesmo tempo em que o Judiciário fiscaliza, o Executivo, neste caso, contribuiu para a reforma das galerias. Esta união das instituições reforça a missão de custodiar o apenado de forma digna. O Complexo de Canoas nasceu com o protocolo de promover a inclusão social”, disse o secretário da Administração Penitenciária, Cesar Faccioli. As autoridades entraram nas galerias reformadas. (RS.Gov)

loading...
Patrocínio